Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dESarrumada

Diário de uma dESarrumada

27
Jul20

18 dias.

Estou há exactamente 18 dias sem vir aqui. Não porque não tivesse vontade, porque tinha, muita, mas porque não sabia o que escrever.

Muita coisa aconteceu entretanto. O trabalho voltou a carburar como antigamente, tenho trabalhado mais do que antes do confinamento, muito mais, mas nem dou por isso, porque mudei de horários, estou a trabalhar das 8h às 18h. Por isso quando saio do trabalho ainda está de dia. E que bem que sabe... a França tem esta coisa incrível de ter dias intermináveis no verão. Às 23h ainda é de dia, o que dá aquela impressão de se aproveitar um bocado mais a vida durante a semana.

 

Decidi não ir a Portugal no verão... por motivos vários: não me apetece enfiar-me de máscara num avião, para isso já basta sair de casa às 7 da manhã com ela posta e voltar às 20h ainda com máscara na fuça (não é a mesma, eu troco-a, calma, não me batam!), e porque os meus pais moram numa vila pequenita lá na Serra. Imaginem que eu chego e 2 semanas depois aquilo transformou-se em cluster e uma centena de velhotes morrem por minha culpa??? Eu sei que a malta da Serra a comer queijo, chanfana e beber vinho como bebe, é rija que se farta, mas... mas... e se...??? Andamos numa época de muitas incertezas, prefiro jogar pelo seguro. Fico em França, e já gozo. 

 

Com o Titi as coisas andam bem! Muito bem mesmo! Mas ali no início de Junho tivemos uma crise... ele mentiu-me, para poder ir beber café com a ex. Disse-me que estava com outro grupo de amigos, só que não estava. Eu descobri, passei-me, saí de casa dele a correr enquanto ele me pedia desculpas a chorar, depois gritei-lhe "vai-te foder" em francês, no meio da rua, às 22h da noite.. Liguei para uma amiga enquanto estava no tram a voltar para casa. Yah, eu sei, estão a ver aquela pessoa que está nos transportes públicos ao telefone, a gritar a plenos pulmões todos os detalhes da vida pessoal dela enquanto chora baba e ranho? Pois. Eu fui essa pessoa. Acho que, mais tarde ou mais cedo, acabamos sempre por ser essa pessoa.

E depois percebemos que não temos controlo emocional nenhum. E que a nossa capacidade mental de resolução de problemas é equivalente à de uma adolescente de 15 anos. E isso dói. Ai se dói.

Ficámos sem falar 5 dias. Ele insistiu para nos voltarmos a ver porque queria explicar a história. Jurou a pé juntos que não dormia com ela, que há mais de 4 anos que não se passa nada entre eles, mas que ficaram amigos, e que a considera a melhor amiga dele. E que não pode deixar de falar com ela só porque conheceu alguém novo, que basicamente não lhe posso pedir isso... E que ficou com medo de me contar que ia estar com ela porque tinha receio da minha reação, por isso escolheu a hipótese mais cobarde para resolver um problema, a mentira. E pediu-me desculpa, e disse que não voltava a mentir-me nunca mais. Em contrapartida eu fiquei de aceitar essa amizade, e pedi-lhe para me apresentar a moça. Ainda não aconteceu... mas vamos lá ver, vai ser super estranho conhecer a ex do meu namorado... mas tenho que lidar com isso... afinal, todos temos um passado, não é?

Alguns deixam tudo lá atrás, outros não.

No que me toca a mim, seja o que o destino quiser. Na pior das hipóteses descubro que foi um erro confiar nele outra vez, na melhor das hipóteses, não deitei tudo a perder com um rapaz com o qual me sinto bem, e dei-me uma oportunidade de ser feliz. É indo e vendo...

 

 

Beijo na bunda! 

11
Set19

Desperdício de maquilhagem...

Ontem tinha uma espécie de date com o Tuga. Íamos ver o jogo de Portugal juntos num tasco que não sei bem onde era... Armei-me em difícil e disse que só podia ir ver a 2a parte (a verdade é que estava a trabalhar até tarde mas não lhe queria dizer porque não quero que pense que o trabalho é a minha prioridade)... Acabei e maquilhei-me toda na casa de banho do work antes de sair... Quando já estava no metro ele cancela, alegando cansaço... A minha cara ainda nem estava besuntada há 5 minutos e já estava a levar com uma tampa!

 

Foda-se, pensei. Se ele me tivesse avisado antes escusava de ter desperdiçado cêntimos sagrados na minha cara, é que usei aquela base da Dior que me custou un balúrdio.

 

Sinceramente, não se faz. Estes homens não percebem a logística que é ser-se mulher e o preço que custam estas traquitanas todas para barrar na cara. 

 

 

* antes que digam que não me devia ter maquilhado "só para ele", eu também sou feminista malta. Eu maquilho-me porque gosto de sair à noite a sentir-me poderosa! E a maquilhagem dá-me essa confiança à noite que uma cara lavada só me dá para ir a uma aula de Yoga ou ao ginásio. Nunca iria com a base Dior para o Yoga, ó-be-vio! por isso deslarguem-me. 

04
Mai19

Ficar um ano sem relações sexuais é possível? PODCAST#2

Olá desarrumados,

 

resolvi responder às perguntas que todos andam a fazer e que não querem calar ninguém quer saber  sobre a minha vida amorosa. Há cerca de duas semanas disse nos stories do Instagram que ia falar em breve sobre a minha vida amorosa porque tomei uma decisão MUITO importante. Já sabem que não planeio nada disto, por isso não se admirem se fizer erros básicos de português, estava nervosa e, já não consigo fingir mais, estou gradualmente a converter-me numa avec 

 

Jean-Pierre tu vas tomber, caralho!

 

Este PODCAST ficou um bocadinho mais longo do que o primeito podcast que fiz (em janeiro, alguém ainda se lembra??) mas acho que ficou muito giro. Ya, sou super modesta. Não me chateiem. Sou dona do meu nariz , tá???  Agora vá, ide lá ouvir que eu já estive muito tempo de férias e quero ver se volto à programação habitual do blog.

 

Ouçam o podcast aqui:

 

 

Posts referidos no podcast:

O cachalote

Vou para Paris!

Fim da minha relação com ele

Dicas preciosas para quem muda de casa (versão de 2017)

 

Beijos na bunda maltinha! 

 

Instagram: desarrumada_blog

Bloglovin': Diário de uma desarrumada

Blogs de Portugal: adesarrumada

08
Mai18

Já se sabe que a malta gosta é de ver desgraças...

... é parar em plena auto-estrada para ver um acidente de carro;

... é fazer um aglomerado de gente à volta da vítima se por acaso alguém tem o azar de desmaiar num concerto;

... é ir ver um incêndio, de longe, muito longe, para se poder dizer quão mal aquilo estava (ao menos levem água aos bombeiros);

... é ficar a olhar para uma pessoa em cadeira de rodas na rua e fazer a questão mental "o que lhe terá acontecido?";

... é parar de jantar só para ver aquela notícia na televisão sobre outro atentado.

 

 

Todos gostam de ver desgraças, mesmo que não queiram admitir. Ainda que esse momento não proporcione prazer nenhum, ainda que haja aquela sensação de peso na barriga e garganta apertada, a malta pára e fica a olhar.

 

Por isso é que este post aqui do barraco foi destacado pelo SAPO. 

 

Porque a minha vida amorosa neste momento parece um acidente em que dois comboios colidiram de frente um com o outro. Já há 3 anos que assim é, e os posts das minhas breakups estiveram sempre entre os mais lidos. A malta fica especada a olhar, quer seja na vida real ou num blog! E vai voltando para ver as outras desgraças que vão acontecendo.

 

Mas eu gosto de vocês na mesma. E faço este post para dizer que são sempre bem-vindos a este cantinho desarrumado. 

Tirem os sapatos e instalem-se confortavelmente que isto ainda agora começou!

 

Beijo na bunda! 

 

Bem-vindos ao meu diário, um lugar seguro onde podemos falar sobre tudo. Já comentaram hoje? Bisou, da vossa dESarrumada.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Diário em fotos

Desarrumações antigas

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D