Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dESarrumada

A espalhar o #cagandoeandando por essa internet fora desde 2015.

Diário de uma dESarrumada

A espalhar o #cagandoeandando por essa internet fora desde 2015.

08
Jul19

O lado negro das aplicações de encontros.

Aplicações de encontros. Tornam tudo mais fácil e acessível. 

 

Estou sozinha no fim--de-semana? No worries, vamos lá ver quem está online.

 

Vontade de ir beber um copo, ir ao cinema, ter relações sexuais? No worries, vamos lá escolher aqui um moço qualquer e passar algum tempo com ele.

 

Não me queixo. Afinal, sem as aplicações de encontros eu não teria conhecido quase nenhum ser do sexo masculino nos últimos 4 anos e meio. Para mim estas aplicações são nada mais, nada menos, do que "facilitadores de encontros". E relativamente a esse aspecto resultam e bem.

 

O que me anda a dar a volta à cabeça é que é extremamente fácil cair-se ne tentação de tratar o ser humano como descartável... largar tudo e desatar a correr à mínima dificuldade... "Ah e tal, se não resulta com este , é porque deve haver um melhor ao virar da esquina".

 

E quando damos por nós estamos perdidos no loop sem fim das aplicações de encontros. Cujo objectivo é manter-nos viciados naquilo... afinal, sejamos sinceros, se pudessemos encontrar o amor nas ditas aplicações, eles ficavam sem trabalho, certo? E a sua utilidade ficava ameaçada...

 

Escrevo este post porque ando com um dilema recente na minha vida.

 

sacre-coeur-paris.jpg

 

Há cerca de uma semana, na sexta-feira dia 28, comecei a sair com um rapaz chamado Gui.

 

O Gui corresponde a tudo que eu possa ter incluído na minha check-list de futilidades... tem cabelo castanho, olhos castanhos, é mais alto do que eu, pratica desporto, cuida de si próprio, veste bem, tem um bom emprego, tem um apartamento no centro de Paris, vem de uma boa família... O Gui não pressiona para fazer sexo, sabe esperar... com ele bati um novo record pessoal: 3 dates sem fazer sexo! Eu até festejava isto... se não tivesse vergonha do que acabei de escrever.  

 

Só para verem como tem sido perfeito... um dos nossos dates consistiu em encontrarmo-nos depois do trabalho (ele também trabalha até tarde), comer um gelado na Amorino que fica ao lado da basílica do Sacré-Coeur e ir para o jardim das escadas, às 22h da noite, beijarmo-nos que nem uns adolescentes deitados na relva, até à meia noite... Foi grande momento na minha  vida, que recordarei com carinho... E mais, já não me lembrava da última vez que tinha beijado um rapaz durante tanto tempo, sem acabar a noite com a pila dele na minha boca - ou noutro orifício do meu corpo.

 

Sendo que o Gui tem tantas qualidades, porque é que estou a escrever isto? Porque o Gui tem um defeito. Mas que não é culpa dele. Esse "defeito" é que há gajos bem mais giros que ele no Tinder. Ou no Happen. Ou no Once. Ou mesmo no metro. Ou no ginásio. Há gajos giros, e que poderiam fazer muito mais o "meu estilo", por todo o lado. E isto é um problema para mim... Há demasiada escolha. Fico sempre com aquela sensação de que "posso arranjar melhor"... e ao mesmo tempo penso "não sejas convencida, se calhar ele é o melhor que consegues". E isto é mau. Muito mau. Esta cena de valorizar as pessoas consoante a sua aparência física é horrível... Tanto para a minha auto-estima como para a percepção que tenho da dele... que é um rapaz extremamente simpático e que, para já, não tenho nem um único defeito a apontar.

 

Só consigo culpar as aplicações de encontros por esta sensação de "há mais peixe no mar". Demasiado peixe. Paletes e paletes de peixe. Haja paciência para lidar com isto... Conselhos? Já vos aconteceu saírem com alguém que preenche todos os requisitos, mas mesmo assim, sentirem que "falta algo" e que deviam continuar à procura? 

 

Beijo na bunda! 

04
Jul19

Masturbação feminina e 5 maneiras de te divertires sozinha este fim de semana

NSFW

Not Suitable For Work,

que é como quem diz,

se vão ler este post no trabalho, no metro, ao lado da família:

NÃO O FAÇAM!

 

Digamos que hoje passei o dia inteiro com este post na cabeça. E quando este tipo de inspirações divinas me descem à alma e sobem pela patareca acima, eu sei que é a dESarrumada a bater à porta, e quando aquela bitch chega... o post vai valer a pena.

 

A minha vida não é apenas feita de fodas de uma só noite ou descobertas no mundo do gelado de morango. Também me divirto imenso sozinha... e quem segue o blog sabe que as minha duas últimas relações sérias, o Plutónio-Man e o Ele aka Amigo de Infância, foram relações à distância, com ambos a morar em Portugal e eu já em França. Durante 3 anos aguentei-me... antes de mandar tudo p'ró ar e decidir que a paxaxa não ia ficar a ressecar e a ganhar teias de aranha.

 

dESarrumada: anda cá filha! Preciso de ti aqui. É o teu momento. Brilha!

 

 

Hey bitches!

 

Lembram-se do António Vibrações??? Aquele amiguinho das horas vagas que vocês ajudaram a escolher o nome? Admito. Podia dizer que é o meu preferido... mas como uma boa mãe que gosta dos seus filhos por igual (coff... coff... toda a gente sabe que as mães têm sempre um filho preferido... e o da minha mãe não era eu... mas isso são assuntos para outro dia que agora não interessam nada). Estava eu a dizer que, como boa mãe que sou dos meus Sex Toys, gosto de todos por igual. Eles são todos perfeitos e únicos, à sua maneira.

 

Para não dizerem que sou uma badalhoca, lavei tudo antes de tirar fotos. Por isso é que estão molhadinhos. Não, as gotas que dá para ver nas fotos não é sumo de paxaxa. É mesmo SÓ água. Não sejam depravados... 

 

Vamos então começar a lista de aventuras para ter a solo? Vamos pois!

 

1. Vibrador com duas cabeças

Tinha que começar pelo António Vibrações (não é o meu preferido, repito *poker face*). Este gajo custou-me cerca de 40€ na Amazon... e foi uma pechincha... no site sexshop.fr que é onde costumo comprar os meus brinquedos sexuais aqui em França custam entre 70€ a 100 e tal euros... o que eu não estava disposta a pagar por um sex toy #forreta

Apesar de achar que estes vibradores com dois tipos de cabeças com funções diferentes, são a melhor invenção de sempre, a minha carteira não estica, e prefiro ficar-me por opções mais em conta.

IMG_20190704_000541.jpg

A cabeça mais redonda serve para estimular tudo e mais alguma coisa... eu uso para mamas, lábios vaginais e clitóris... esta coisa tem várias velocidades, e se metermos a velocidade máxima junto ao clitóris, os orgasmos são de chorar por mais e provocar revirar de olhos que até dá para ver a parte de dentro da nuca. Eu subo ao céu e volto. Muitas vezes tenho que "travar" a coisa para poder dar oportunidade à outra extremidade de brilhar. Essa parte, mais fina e longa, uso para penetração vaginal ou anal (como no Natal) e digo-vos, a sensação de tremor de terra no ânus, é de estremecer. No pun intended.

 

2. Dildo com ventosa

IMG_20190704_000628.jpg

Epah... não sei quem inventou isto. Mas eu sou fã incondicional ! Isto é quase melhor do que estar com um gajo, ora vejamos: 

 

Vantagens

não cheira mal

não se cansa

não faz sons estranhos

não arranha com as unhas dos pés

 

Desvantagens

não paga o jantar

temos que ser nós a fazer os movimentos todos

 

Como não trás o gajo agarrado ao resto, não dá para sentir aquele contacto humano entre as coxas ou a barriga dele a bater nas nalgas (o famoso shlap shlap shlap assim mesmo à bruta!), ou mesmo os tomates a bater no clitóris se estivermos de quatro. É uma pena.

 

No dia que uma coisa destas vier com um gajo de plástico, que faça movimentos de vai-e-vem, agarrado, eu desinstalo o Tinder. Juro.

 

3. Plug anal

IMG_20190704_000600.jpg

Hmmm... este lindinho é o típico amigo mais pequeno, que gosta de ficar no seu canto recatado, que quase nunca vai a nenhuma festa porque gosta de se fazer de difícil... mas quando chega... meus amigos, ARRASA COM A PORRA TODA!!!

 

Eu só recorro a este meu pretinho em dias de festa. Ou dias em que a simples estimulação vaginal e clitoridiana não chega. Ou quando tudo é bom, mas quero mais... estão a ver aqueles dias em que uma pessoa está tão relaxada que cabem 5 dedos assim sem dar conta, até ao punho, mais a courgete que estava em cima da mesa da cozinha? 

 

Pois, nestes dias dou-lhe com a alma... é dildo com ventosa na cona, é vibrador a velocidade máxima no clitóris e é plug no rabo... digo-vos... estes orgasmos com tripla estimulação são dos melhores que já tive na vida. E nestas alturas agradeço ao destino, e ao cromossoma X do espermatozóide do meu pai, por ter nascido mulher. 

 

Gostava de ver alguém a meter isto no diário da gratidão: "obrigada pelo triplo orgasmo que tive hoje." Eu era menina para o fazer, mas agora é demasiado tarde para aderir à moda. Foda-se, estou sempre atrasada aqui nos blogs.

 

4. Lubrificante

Às vezes, muito raramente, acontece-me não estar com aquela vontade toda. Ou estar a meio gás... Mas dESarrumada que é bem desarrumada sabe que "if you don't use it, you lose it". 

 

IMG_20190704_000525.jpg

Eu sei que se ficar algum tempo sem me masturbar, nas próximas vezes demoro mais a lubrificar, ou sinto até algumas dores na penetração mais profunda... por isso não dou confias, e mal possa masturbo-me. Para manter a máquina bem oleada... já dizia a Ana Malhoa "la maquina está quitada!"  

 

Uso a marca que está em cima e que comprei no Intermarché... espalho pelos dedos e pela vulva, insisto no clitóris e na entrada da vagina. Em três tempos fico molhada, e se não resultar meto um filme pornográfico a bombar, e puff! fez-se o Chocapic. Já sabem: lubrificante à base de água para não estragar os preservativos... tudo que seja óleos de coco e outras cenas com óleo, daqueles que aquecem ou ficam frios, também são bons para brincadeiras a solo ou masturbação... mas não metam óleo de coco com preservativos...

 

5. Molas da roupa

IMG_20190704_003604.jpg

 

Whaaaat? O que faz uma foto de uma mola de roupa num post sobre masturbação e sex toys?!?! meus caros... desde que mudei de casa e tive que deitar fora o meu estendal por ocupar demasiado espaço no estúdio onde estou, deparei-me com um saco cheio de molas da roupa, sem utilidade. 

 

Sem utilidade durante 2 dias... depressa descobri todo um mundo de oportunidades de fontes de prazer derivadas de molas colocadas no lugar certo, no momento certo.

 

De certeza que já viram filmes de BDSM... ou de mulheres submissas... se ainda não viram, talvez não saibam do que estou a falar, ou isso até pode ser tema de outro post...

 

* BDSM: caso queiram ler mais sobre este assunto, a Mia, essa linda taradona mesmo como eu gosto , escreve uns posts fantásticos sobre a temática no blog Inconfessável - contém contos eróticos... se ela soubesse o quanto já me excitei a lê-los e o quanto estou ansiosa para saber o destino da personagem principal... passem por lá e dêem-lhe muito amor ! *

 

Gosto de colocar as molas nos mamilos, pequenos lábios, grandes lábios e até no clitóris quando já estou muito excitada e ele está bem erecto. Assim não magoa e provoca uns arrepios de prazer que se espalham pelo corpo todo... descobri isto recentemente e adorei... quem diria que um objecto banal do quotidiano poderia provocar tanto prazer???

 

Espero que tenham gostado deste tipo de post... se quiserem mais é só comentar bis. Agora os anónimos já podem dar o ar da sua graça na caixa de comentários por isso não se acanhem. Nem sempre respondo, mas leio tudo.

 

Beijo bem molhado na bunda dos meninos e das meninas 

27
Jun19

Epah... o ano ainda vai a meio e já descambou tanto...

Tantas e tantas vezes pensei em escrever mais sobre este assuntoda orientação sexual... mas tinha decidido que a avestruz ia meter a cabeça debaixo da areia e nunca mais ia falar nisto. Como andei a fazer durante anos e anos. Mais precisamente desde os meus 17 anos de idade... História toda »»» aqui ««« (leiam o post do link antes de continuar a ler este... se não perceberem nada daqui para a frente não digam que não foram avisados!)

 

avestruz cabeca na areia.jpg

 

Quando disse que 2019 ia ser o ano do FODA-SE, nunca imaginei que fosse ser épico a este ponto... e que a pessoa mais fodida fosse eu  Tenho-me descoberto muito a mim própria e à minha sexualidade de uma forma que nunca pensei que fosse capaz. E isso só pode ser bom, certo?

 

Comecei logo no dia 1, dormindo com um rapaz francês que está emigrado em Portugal, Lisboa. O pila#2. Ele estava de férias na terrinha dele, e acabámos por nos encontrar no meu antigo apartamento... ele levou vinho do Porto que trouxe de Portugal e pumbas... toma lá que é pixota!

 

Antes veio o Cacahuètes, e depois o Médico com quem saí 3 vezes, tudo muito romântico, mas que acabou por me dar ghost (este fodia muito bem e tinha bom gosto em restaurantes, homens com dinheiro é outra coisa, rendia-me a uma vida de luxo fácil, fácil...), entretanto em Março apareceu uma proposta para ter uma paxaxa#1 na minha vida (post do link que deixei no ínicio). Proposta essa à qual decidi fugir com o rabo entre as pernas. Depois aconteceu a experiência de quase-morte por asfixiamento com o Cachalote e houve as mudanças para Paris, a saga do Panda de Ouro que durou 3 meses e entretanto o Panda morreu com o Bambu, no final da minha primeira semana em Paris.

 

Só este ano já foram 4 pilas. Acho que vou parar de contar... 

 

Desde o Bambu que não houve outra pila. Porque entretanto tive o período. Mas houve uma surpresa... no último fim-de-semana fui festejar os 30 anos de uma amiga, e houve muuuuuuito álcool... quando digo muito álcool, não estou a exagerar! Eu sei que os tugas também gostam de beber... mas os franceses é outro nível, pelo menos os que tenho conhecido. Às 14h da tarde já estávamos super bêbados, e o pequeno-almoço do dia seguinte, às 10h, foi regado a vinho rosé... E isto tudo, esta vida de deboche, tem levado a que tenha ficado bêbada todos os fins-de-semana de Junho. E a que tenha comido uma gaja. 

 

Sim, sim, isso que leram... eu dESarrumada Maria, comi a minha primeira cona. E gostei. Muito. Não sei se já tiveram oportunidade de lamber uma rata... mas se nunca o fizeram, experimentem. Depois contem como foi...

 

Como é óbvio, esta história, acabou por acordar algumas coisas que estavam bem adormecidas em mim desde a minha adolescência... E agora, apesar das dúvidas existenciais sobre a minha orientação sexual, que não vou abordar no blog por "motivos"... admito! só penso em repetir a experiência... sóbria, e com mais tempo... num sítio que não envolva uma sala cheia de gente a dormir em colchões de ar, a uma distância de menos de um metro de nós, com crianças a dormir não muito longe... dizem que o perigo sabe bem e aumenta a excitação... oh se sabe!

 

Beijo na bunda! 

 

 

Todos os posts que abordem assuntos sobre sexo serão postados à noitinha para o pessoal não estar a ler isto no metro a caminho do trabalho. Ou até mesmo no trabalho logo de manhã. Agradeçam depois. Se não costumam passar no meu blog antes de deitar? Não sabem o que estão a perder.

20
Jun19

Afinal, quem é que matou o Panda?

Ok, oficialmente este é o último post que faço sobre a temática do Panda de Ouro. E só para vocês verem como anda a minha vida, ando a escrever posts com acontecimentos que já ocorreram há mais de uma semana. Shame! Shame! Shame! Mas trabalhar mais de 10h por dia é bom, faz bem à saúde e há que aproveitar enquanto se é jovem! #not #lol

 

Decidi ir vivendo a minha vida como quem não quer a coisa e o que tiver que acontecer acontece. Sem forçar "jejuns" nem refeições copiosas... Se é que me entendem 😉 esta cidade tem tudo, por isso não vale a pena andar feita louca à procura de pila... ela há-de vir a mim.

 

Há duas semanas, na sexta-feira dia 6, fui tomar o tal Rosé com o Momô, já falavamos há imenso tempo... Desde Março... Mas desde essa noite em que nos despedimos no metro que só falámos uma vez. E fui eu que comecei. Ele respondeu muito frio, eu percebi que não estava muito dedicado à causa, desejei-lhe uma boa semana, e na minha cabeça gritei-lhe um barulhento "sayonaraaaaa", que é como quem diz, "se ele não me voltar a falar, para mim já era".

 

E não voltou a falar. Por isso #JáFoste.

 

Não tenho paciência para moços que não sabem o que querem. E eu que pensava que o primeiro date até tinha corrido bem... Afinal foi só simpatia. 

 

Meninas, não confundam simpatia com interesse. Nunca. Já fui vítima disto várias vezes, mas tenho vindo a aprender que os homens não pensam como nós. O cérebro masculino e feminino não funciona da mesma maneira... Nós achamos que um gajo que é simpático para nós está automaticamente interessado, já eles são simpáticos sistematicamente com todas, para ver se chove alguma paxaxa no colo deles.

 

Nós mulheres apaixonamo-nos muito mais facilmente... Não estou a dizer que estivesse apaixonada por ele, longe disso, foi só um date... Mas tenho tendência a confundir simpatia com interesse... E tenho que mudar isso.

 

E o Panda caralho??? - Perguntam vocês em uníssono!

 

No sábado passado inscrevi-me num site de meet ups que propõe vários encontros com estrangeiros em Paris. As actividades do site tanto podem ser visitas a museus, cafés de troca de "línguas" (adoro o nome!), saídas em bares, jogos, actividades físicas ao ar livre e idas a discotecas. Foi o que fiz. Inscrevi-me numa saída para uma discoteca que ficava a 15 minutos de minha casa.

 

Chegamos lá, pagamos e recebemos uma pulseira comum a todos que indica quem faz parte do grupo dos "festeiros".

 

Logo ali no início um gajo que não faz em nada o meu estilo colou-se a mim tipo lapa. Começou a pagar-me bebidas e a dar-me alta seca sobre o trabalho dele... Ah! Esqueci-me de dizer que temos direito a 4 shots grátis. Por isso, os shots mais os mojitos que o gajo me pagou, foram o suficiente para ficar muito bêbada e não me lembrar de grande coisa dessa noite 🤣

 

Só sei que falei com muita malta de outros países e guardei o contacto de uma rapariga da África do Sul, um rapaz do Panamá, outro da Algeria e um filho de Tugas, que falava mal português. 

 

O gajo que estava a pagar os mojitos é muito grande e magro, e fazia umas piadas muita secas e a meio de uma dança vira-se para mim "Estás a ver um bambu ao vento? Sou eu a dançar!". Ri-me muito, porque era verdade! 

 

A partir daí baptizei-o de Bambu na minha cabeça. E nessa noite fodemos. E o Panda foi-se. 

 

Não durou muito esta história do Panda... Entretanto, hoje à noite fui jantar com o Bambu, e ele é bastante simpático, o que me motivou a acabar este post começado há semanas... e contar-vos de uma vez por todas, que, normalmente é o Panda que come o bambu... mas desta vez foi o Bambu que comeu o Panda.

 

panda_bambu.jpg

 

Beijo na bunda! 

09
Jun19

Ainda era tão novo...

IMG_20190609_173330.jpg

 

Pronto. O Panda de Ouro ficou-se pelos 3 meses e 6 dias. Ainda era tão novo... paz (pás! pás! pás!) à sua alma. Oremos irmãos.

 

Já dizia o outro :

 

Por cada uma que dás, é um Panda de Ouro que morre.

 

Querem saber como aconteceu? Se sim, em post normal ou formato TindAdvisor?

 

Beijo na bunda! 

 

25
Mai19

Aplicações de encontros, a saga.

Como sabem estou a fazer um jejum. Mas isso não me impede de ir falando com moços diversos, espalhados por esse mundo fora.

 

Quando fui a Paris em Março, ainda tinha o Tinder instalado no telemóvel, e decidi fazer match com uns quantos gajos por lá "para ir apalpando terreno". 

 

Fiz match com uns quantos rapazes, mas só 1 perdurou no tempo. Foi um rapaz que começou logo a falar-me de chocolate e isso atraiu a minha atenção. 

 

Ele não descobriu sozinho. Eu falo desse vício no meu perfil. Só que, são tão poucos os rapazes que realmente lêem o perfil e falam sobre isso. A maior parte começa com um "Coucou, ça va ?" o nosso equivalente de "Olá, está tudo bem?"... Boring...

 

Neste mundo dos encontros digitais a originalidade conta bastante e se nós ficamos pelos básicos, nunca saímos da cepa torta e do mundo do ghosting. 

 

Apesar de ele ter falado de chocolate não respondi. Andava ocupada a falar com outros e com a minha vida, mas ele voltou à carga. Segunda vez. Quando o gajo insiste já é uns quantos pontos de bónus para ele, porque se não o fizerem muitos caem no vortex do esquecimento (quando se é gaja no mundo online, há muitos cães a um osso, só os mais insistentes, sem ser chatos, conseguem. Os que são chatos levam block #sorrynotsorry). 

 

Respondi. E falamos desde então com algumas pausas de 2 ou 3 dias. Às vezes uma semana de pausa. Mas está tudo bem. Quando fui a Portugal deixei de lhe responder no Tinder e o gajo deve ter entrado em pânico porque enviou umas quantas mensagens a perguntar se estava a correr tudo bem, se estava a gostar. Só respondi uma semana depois de ter chegado a França. 

 

O moço mandou logo mensagem, a dar o número dele. Muito ao estilo "deixo-te aqui o meu número, faz o que quiseres com ele"... Eu respondi: "mando-te mensagem amanhã". Mas só mandei ao final do dia, porque era domingo e tinha mais que fazer... Aí a decisão do Panda de Ouro já estava a mandar bitaites na minha mente. E ela veio, devagarinho. E com ela o desespero foi-se.

 

Entretanto mandei mensagem a este moço no telemóvel e desde aí que temos falado regularmente. Sem nunca responder logo... Demoro o tempo que tiver que demorar.

 

Ele chama-se Morgan, mas a partir de agora vou chamar Momô. Podem achar o que quiserem, mas se a Rita Pereira pode chamar o filho de Lonô, eu também posso chamar um gajo quase imaginário de Momô, se me apetecer.

 

Eis que ele começou com umas cenas no trabalho, foi até ao sul de França a um seminário, foi até Veneza e recentemente à Croácia em trabalho. Não sei o que faz, mas farta-se de viajar com o work. E num dos dias, um dos poucos em que eu estava a responder logo, ele deixou de responder.

 

"Pronto, mais um que mal eu dou mais atenção... vai c'os porcos".

 

Não sei que fenómeno é este, mas parece que os homens quanto mais se sentem ignorados, mais andam atrás. Quando começamos a dar muita atenção esfumam-se no ar.

 

Não liguei. Após 3 dias sem responder considerei um ghost e segui com a minha vida. 

 

Hoje, uma semana depois, enviou sms de novo. A dizer que teve que voltar a Veneza, que não conseguiu responder porque tinha muita coisa para gerir... Que a chefe dele programou tudo à última da hora e que ele teve que tratar de muita coisa, etc, etc. Até se desculpou por ter ficado tanto tempo sem responder... 

 

Fiquei sem saber o que responder... Mas estou numa de daqui a umas horas dizer "han? nem tinha dado conta que se passou tanto tempo entre mensagens" 😂

 

Antes tudo era um stress neste mundo dos encontros, aplicações e cenas. Agora sinto que encaro como um jogo, quase um passatempo. Não creio que uma relação séria possa sair deste mundo, por isso, vou aproveitando como posso, sem stress. 

 

19
Mai19

A ausência do Vibrações explicada.

Reparei que o António Vibrações tem andado um bocado ausente aqui no blog. Não se apoquentem, se leram o post anterior onde falo sobre o meu jejum, conseguem facilmente deduzir que o Vibrações tem sido grandemente solicitado.

 

O moço tem sido tão solicitado que às vezes faz uma espécie de curto circuito do demónio e só vibra nos primeiros 10 minutos de utilização e depois pára. Mesmo com a bateria carregada ao máximo ele faz isto.

 

Admito que ele começa a acusar algum cansaço, mas nem isso lhe tira o vigor de outrora. Antes era um instrumento banal com utilização diária, agora passou a ser artigo de luxo e uso-o para dar os acabamentos finais.

 

Quando sinto o "Big O" a chegar, vulgo, Orgasmo, deixo o Dildo Não Vibrações e começo a utilizar freneticamente o meu António. E que grandes finais ele me dá, dignas de aparecerem num filme porno, daqueles em que a mulher grita e revira os olhos até à nuca, qual exorcismo do pito. 

 

Ele está sempre comigo, e apesar de cansado, continua a proporcionar-me bons momentos de gemer e gritar por mais ❤️

 

18
Mai19

Sobre o Panda de Ouro.

Já lá vão 2 meses e meio, mais coisa menos coisa, sem ter relações sexuais. Para já aguento-me bem. É como fazer um detox. Mas desta vez, é um detox de energias... 

 

Sabiam que quando estamos com outra pessoa captamos a sua energia?

 

Por isso é que às vezes ficamos alegres só de estar com alguém alegre, e tristes mal uma pessoa triste entra na sala...

 

Tomei a decisão do Panda de Ouro, pelas razões que expliquei no último podcast, mas também porque li algures num artigo que ao termos relações sexuais com alguém, estamos a trocar / absorver a sua energia ao mais alto nível. É uma das formas mais profundas de receber / dar a energia de alguém. É tipo aquela funcionalidade nova dos telemóveis que carregam a bateria só de estar em contacto com outro telemóvel... Com os humanos, diz-se, acontece algo parecido.

 

Depois de 1 ano inteiro de one night-stands, decidi fazer um detox energético e deixar de ter relações sexuais com rapazes que mal conheço ...

 

Queria que isto durasse 12 meses inteiros. Mas não sei se vai dar... 🤷🏻‍♀️ De qualquer forma, prometi a mim própria, esperar mais antes de dormir com alguém . Dar tempo ao tempo. Tudo com o objectivo de saber se a energia que essa pessoa emana é de "boa qualidade".... É que, diga-se de passagem, estar com o Cachalote arrumou comigo... De um ponto de vista energético, claro. Que de resto não soube bem... Não aqueceu nem arrefeceu... Ele é uma pessoa depressiva, com graves problemas de aceitação de si próprio, e eu sabia-o, e mesmo assim fui ter com ele... Not good idea. 

 

Antes dele, tinha estado com um médico todo jeitoso e lindo, mas super egocêntrico, foi o #pila3. Sobre o qual acho que não falei aqui, porque quase, quase! me apaixonei por ele. Até ao dia em que ele me fez "ghost"... Puffff!! Desapareceu! E isso não me ajudou nada... De um ponto de vista energético... Porque esse na cama até era bom (e pagava bons restaurantes) 😇 fiquei com saudades dele... 

 

Espero que percebam melhor a minha pausa nas aventuras ... Ainda estou a tentar descobrir-me enquanto pessoa e mulher sexual. Acredito que a sexualidade é uma evolução e descoberta ao longo da vida. Cheira-me que até aos 30 anos, a coisa fica boa. Muito boa! 

 

Oremos irmãos. 

🙏🏻

 

09
Mai19

Em Ponto Maria: Ejaculação Feminina

É difícil fazer um post sobre este assunto sem entrar em detalhes técnicos... vou tentar não ser muito chata, ok? Vamos lá!

 

Ejaculação feminina, a eterna questão! Será que existe? Será que é tudo um mito criado pela indústria da pornografia? Pois. Talvez a ejaculação feminina como a conhecemos não seja real! Falo do squirt que vemos nos filmes porno; aquilo sai assim tipo esguicho mortal, direcionado aos olhos de alguém até é capaz de vazar uma vista.

 

Efectivamente, durante o orgasmo algumas mulheres libertam um líquido pela vagina, de quantidades variáveis, que ainda não está 100% identificado. Nalgumas mulheres esse líquido é esbranquiçado e em pequena quantidade, noutras o líquido é mais abundante e transparente, e até já se fizeram estudos recorrendo a ultra-sons, que mediam a quantidade de urina na bexiga antes e após orgasmo, e sim, verificou-se que algumas mulheres perdem urina durante as relações sexuais, e ainda mais durante o orgasmo (não há razão para ter vergonha aqui! acontece mais vezes do que aquilo que se pensa e muitas vezes no calor do momento passa despercebido...) 

 

A maior parte das mulheres que refere já ter tido uma ejaculação feminina, descreve uma sensação quente e de "libertação" de líquido, assim tipo tsunami, como se uma "porta de barragem" se abrisse, e não um jacto de líquido como se vê nos filmes porno... Tenho cá para mim que o que vemos nos filmes é SÓ urina... não pude ir analisar esta situação em detalhe porque não tenho dados móveis suficientes para tal, mas daquilo que me recordo, já vi filmes de squirting em que se vê claramente que a mulher está a fazer força para o jacto sair... se fosse uma "ejaculação" feminina verdadeira, não era preciso fazer força...

 

E é isto meus caros... desta vez não tenho nenhuma experiência ou história pessoal para vos contar porque nunca vivi isto. Nunca tive algo a que possa chamar "ejaculação feminina"... só me lembro de uma vez me estar a masturbar, ter tido um orgasmo super forte (e bom!) e ter um líquido branco nos dedos... será que era? Como tinha acabado de tomar banho pensei que fosse sabão e não liguei hahahaha. 

 

Hmmmm.... tenho que ficar mais atenta para ver se volto a ver algo do género... 

 

E vocês, homens e mulheres que estão a ler este post, já se depararam com esta situação? Meninas, já alguma vez ejacularam? 

 

Beijo na bunda! 

 

**************************

 

Em Ponto Maria Oficial.jpg

 

"A coisa andou a cozinhar e eis que atingimos o ponto!!! Quinta-feira quente. Quentinha. A escaldar! A Maria chegou para tornar este dia banal da semana no dia mais ansiado por vós. Conjuntamente com o Triptofano tivemos a ideia de lançar uma rubrica semanal que vai abordar temas da actualidade que são completamente aleatórios e imprescindíveis ao mesmo tempo. Fiquem por aí e percam-se nos nossos devaneios."

 

 

07
Mai19

Quando eles voltam à carga...

Amanhã é feriado e hoje recebi uma mensagem do #pila1 a perguntar se pode passar aqui por casa amanhã à tarde... (é o rapaz dos cacahuètes baratos do primeiro TindAdvisor!)

 

Logo agora que comecei a missão "Ganhar o meu primeiro panda de Ouro" é que me começam a cair literalmente pilas do céu... Aceito a proposta dele ou continuo na saga do Panda de Ouro?

 

Se não sabem do que estou a falar nem que raio é um Panda de Ouro, ouçam o meu último Podcast... De há dois posts atrás, e depois digam de vossa justiça!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O melhor comentário ganha um biscoito!

subscrever feeds

Diário em fotos

Desarrumações antigas

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D