Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dESarrumada

Diário de uma dESarrumada

24
Mar17

Conversas sobre o futuro, com elas.

Adoro ter estas conversas com elas. Daquelas que duram horas e horas. Adoro aquela sensação de libertar palavras que ficam e ecoam no tempo, ou que um dia esquecerei, quem sabe o Alzheimer chegue mais cedo.


 


Sei que devia ter uma vida mais saudável, sei que devia deitar-me mais cedo, comer melhor, ler mais, largar as redes sociais. Sei que sei toda a vida que devia estar a viver na teoria, mas na prática é que a coisa não corre como costumo ver no ecrã.


 


Falamos sobre tudo e sobre nada, que frase tão banal, mas tão verdadeira. Todas temos as nossas dúvidas, os nossos sonhos, todas temos as nossas comparações de estimação, daquelas que só trazem mais mal do que bem. Porque é que os outros acordam às 6 horas e meia da manhã para ir correr e eu só consigo sair da cama após 6 toques de despertador?


 


Viver em plena consciência seria necessário, eu sei. Devia meditar mais, fazer yoga de vez em quando, dormir mais, comer legumes, quiçá cortar completamente no açúcar, e se estivesse bem disposta devia tentar ser vegetariana ou vegan, ou algo do género. Será que ando a comer demasiada carne?  


 


Mas ela também é assim. Ela come massa todos os dias, ela não faz exercícios todos os dias, às vezes ela chega a casa e come um pacote de bolachas inteiro. Ela é como eu. Como tu. Como todos nós que nos achamos adultos de arrastão, fazemos isto só porque tem que ser. Os outros têm vidas que parecem tão perfeitas. E sentimos que só estamos no início, apenas a começar, e que os outros já chegaram lá, já perceberam como se faz.


 


Mas bem lá no fundo, admitamos, queríamos todos construir um forte de almofadas e passar o dia inteiro lá dentro a ler banda-desenhada. Isso sim é que era o sonho. Ser adulto é demasiado chato.


 


Adoro ter estas conversas com elas.


 

18
Jan17

Sinto-me afogada em responsabilidades.

Voltei de férias há uma semana, e já estou afogada em trabalho, mais uma montanha colossal de coisas que tenho que estudar para a formação em Paris e a mudança de apartamento. Caixas e papéis everywhere. Acho que se conseguir sobreviver a este início de ano, consigo sobreviver a tudo. Quem disse que ser adulto era fácil enganou-me.


Que mania que eu tenho de andar sempre a meter-me em coisas.


 


 

Bem-vindos ao meu diário, um lugar seguro onde podemos falar sobre tudo. Já comentaram hoje? Bisou, da vossa dESarrumada.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Diário em fotos

Desarrumações antigas

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D