Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dESarrumada

Diário de uma dESarrumada

04
Jul19

Masturbação feminina e 5 maneiras de te divertires sozinha este fim de semana

NSFW

Not Suitable For Work,

que é como quem diz,

se vão ler este post no trabalho, no metro, ao lado da família:

NÃO O FAÇAM!

 

Digamos que hoje passei o dia inteiro com este post na cabeça. E quando este tipo de inspirações divinas me descem à alma e sobem pela patareca acima, eu sei que é a dESarrumada a bater à porta, e quando aquela bitch chega... o post vai valer a pena.

 

A minha vida não é apenas feita de fodas de uma só noite ou descobertas no mundo do gelado de morango. Também me divirto imenso sozinha... e quem segue o blog sabe que as minha duas últimas relações sérias, o Plutónio-Man e o Ele aka Amigo de Infância, foram relações à distância, com ambos a morar em Portugal e eu já em França. Durante 3 anos aguentei-me... antes de mandar tudo p'ró ar e decidir que a paxaxa não ia ficar a ressecar e a ganhar teias de aranha.

 

dESarrumada: anda cá filha! Preciso de ti aqui. É o teu momento. Brilha!

 

 

Hey bitches!

 

Lembram-se do António Vibrações??? Aquele amiguinho das horas vagas que vocês ajudaram a escolher o nome? Admito. Podia dizer que é o meu preferido... mas como uma boa mãe que gosta dos seus filhos por igual (coff... coff... toda a gente sabe que as mães têm sempre um filho preferido... e o da minha mãe não era eu... mas isso são assuntos para outro dia que agora não interessam nada). Estava eu a dizer que, como boa mãe que sou dos meus Sex Toys, gosto de todos por igual. Eles são todos perfeitos e únicos, à sua maneira.

 

Para não dizerem que sou uma badalhoca, lavei tudo antes de tirar fotos. Por isso é que estão molhadinhos. Não, as gotas que dá para ver nas fotos não é sumo de paxaxa. É mesmo SÓ água. Não sejam depravados... 

 

Vamos então começar a lista de aventuras para ter a solo? Vamos pois!

 

1. Vibrador com duas cabeças

Tinha que começar pelo António Vibrações (não é o meu preferido, repito *poker face*). Este gajo custou-me cerca de 40€ na Amazon... e foi uma pechincha... no site sexshop.fr que é onde costumo comprar os meus brinquedos sexuais aqui em França custam entre 70€ a 100 e tal euros... o que eu não estava disposta a pagar por um sex toy #forreta

Apesar de achar que estes vibradores com dois tipos de cabeças com funções diferentes, são a melhor invenção de sempre, a minha carteira não estica, e prefiro ficar-me por opções mais em conta.

IMG_20190704_000541.jpg

A cabeça mais redonda serve para estimular tudo e mais alguma coisa... eu uso para mamas, lábios vaginais e clitóris... esta coisa tem várias velocidades, e se metermos a velocidade máxima junto ao clitóris, os orgasmos são de chorar por mais e provocar revirar de olhos que até dá para ver a parte de dentro da nuca. Eu subo ao céu e volto. Muitas vezes tenho que "travar" a coisa para poder dar oportunidade à outra extremidade de brilhar. Essa parte, mais fina e longa, uso para penetração vaginal ou anal (como no Natal) e digo-vos, a sensação de tremor de terra no ânus, é de estremecer. No pun intended.

 

2. Dildo com ventosa

IMG_20190704_000628.jpg

Epah... não sei quem inventou isto. Mas eu sou fã incondicional ! Isto é quase melhor do que estar com um gajo, ora vejamos: 

 

Vantagens

não cheira mal

não se cansa

não faz sons estranhos

não arranha com as unhas dos pés

 

Desvantagens

não paga o jantar

temos que ser nós a fazer os movimentos todos

 

Como não trás o gajo agarrado ao resto, não dá para sentir aquele contacto humano entre as coxas ou a barriga dele a bater nas nalgas (o famoso shlap shlap shlap assim mesmo à bruta!), ou mesmo os tomates a bater no clitóris se estivermos de quatro. É uma pena.

 

No dia que uma coisa destas vier com um gajo de plástico, que faça movimentos de vai-e-vem, agarrado, eu desinstalo o Tinder. Juro.

 

3. Plug anal

IMG_20190704_000600.jpg

Hmmm... este lindinho é o típico amigo mais pequeno, que gosta de ficar no seu canto recatado, que quase nunca vai a nenhuma festa porque gosta de se fazer de difícil... mas quando chega... meus amigos, ARRASA COM A PORRA TODA!!!

 

Eu só recorro a este meu pretinho em dias de festa. Ou dias em que a simples estimulação vaginal e clitoridiana não chega. Ou quando tudo é bom, mas quero mais... estão a ver aqueles dias em que uma pessoa está tão relaxada que cabem 5 dedos assim sem dar conta, até ao punho, mais a courgete que estava em cima da mesa da cozinha? 

 

Pois, nestes dias dou-lhe com a alma... é dildo com ventosa na cona, é vibrador a velocidade máxima no clitóris e é plug no rabo... digo-vos... estes orgasmos com tripla estimulação são dos melhores que já tive na vida. E nestas alturas agradeço ao destino, e ao cromossoma X do espermatozóide do meu pai, por ter nascido mulher. 

 

Gostava de ver alguém a meter isto no diário da gratidão: "obrigada pelo triplo orgasmo que tive hoje." Eu era menina para o fazer, mas agora é demasiado tarde para aderir à moda. Foda-se, estou sempre atrasada aqui nos blogs.

 

4. Lubrificante

Às vezes, muito raramente, acontece-me não estar com aquela vontade toda. Ou estar a meio gás... Mas dESarrumada que é bem desarrumada sabe que "if you don't use it, you lose it". 

 

IMG_20190704_000525.jpg

Eu sei que se ficar algum tempo sem me masturbar, nas próximas vezes demoro mais a lubrificar, ou sinto até algumas dores na penetração mais profunda... por isso não dou confias, e mal possa masturbo-me. Para manter a máquina bem oleada... já dizia a Ana Malhoa "la maquina está quitada!"  

 

Uso a marca que está em cima e que comprei no Intermarché... espalho pelos dedos e pela vulva, insisto no clitóris e na entrada da vagina. Em três tempos fico molhada, e se não resultar meto um filme pornográfico a bombar, e puff! fez-se o Chocapic. Já sabem: lubrificante à base de água para não estragar os preservativos... tudo que seja óleos de coco e outras cenas com óleo, daqueles que aquecem ou ficam frios, também são bons para brincadeiras a solo ou masturbação... mas não metam óleo de coco com preservativos...

 

5. Molas da roupa

IMG_20190704_003604.jpg

 

Whaaaat? O que faz uma foto de uma mola de roupa num post sobre masturbação e sex toys?!?! meus caros... desde que mudei de casa e tive que deitar fora o meu estendal por ocupar demasiado espaço no estúdio onde estou, deparei-me com um saco cheio de molas da roupa, sem utilidade. 

 

Sem utilidade durante 2 dias... depressa descobri todo um mundo de oportunidades de fontes de prazer derivadas de molas colocadas no lugar certo, no momento certo.

 

De certeza que já viram filmes de BDSM... ou de mulheres submissas... se ainda não viram, talvez não saibam do que estou a falar, ou isso até pode ser tema de outro post...

 

* BDSM: caso queiram ler mais sobre este assunto, a Mia, essa linda taradona mesmo como eu gosto , escreve uns posts fantásticos sobre a temática no blog Inconfessável - contém contos eróticos... se ela soubesse o quanto já me excitei a lê-los e o quanto estou ansiosa para saber o destino da personagem principal... passem por lá e dêem-lhe muito amor ! *

 

Gosto de colocar as molas nos mamilos, pequenos lábios, grandes lábios e até no clitóris quando já estou muito excitada e ele está bem erecto. Assim não magoa e provoca uns arrepios de prazer que se espalham pelo corpo todo... descobri isto recentemente e adorei... quem diria que um objecto banal do quotidiano poderia provocar tanto prazer???

 

Espero que tenham gostado deste tipo de post... se quiserem mais é só comentar bis. Agora os anónimos já podem dar o ar da sua graça na caixa de comentários por isso não se acanhem. Nem sempre respondo, mas leio tudo.

 

Beijo bem molhado na bunda dos meninos e das meninas 

11
Abr19

Em Ponto Maria: Shemale

O tema desta semana são as Shemale. Como não sabia como descrever sem ferir susceptibilidades, vou deixar aqui a definição da Wikipédia traduzida do inglês pelo Google:

 

 

"Shemale é um termo usado,

principalmente no trabalho sexual,

para descrever uma mulher transexual com genitália masculina e características sexuais secundárias femininas,

geralmente incluindo aumento mamário e utilização de hormonas."

 

 

Ok, depois desta definição, ficamos a perceber que um termo algo pejorativo (pelo menos foi assim que o interpretei!) vou falar-vos da primeira vez que tive contacto com a palavra Shemale. Tudo começou algures lá em 2000 e troca o passo, quando andava a explorar o porno, ainda bem lá no início da minha vida sexual a solo. Nessa altura eu e o meu irmão partilhávamos o único computador fixo da casa e por isso calhava eu estar por lá dia sim, dia não. E quando andava por lá, aproveitava para meter os phones e entrar no vortex infindável que é a pornografia. 

 

 

Entre muitas categorias que explorei, eis que um dia passo por um vídeo perdido que tinha a palavra Shemale no título, nessa altura o meu inglês ainda estava em fase de desenvolvimento, mas quando via os previews de cada vídeo só via um homem e uma mulher muito gira a fazer coisas muito kinky. Nunca me apercebia que havia algo de diferente. Até porque nunca chegava a entrar nos vídeos. Então ficava com aquela impressão de que a Shemale era uma mulher super boazona, uma espécie de super-mulher que era tão boa que tinha que levar um "male" depois do "she" - desculpem lá este pensamento misógino, mas quando era mais nova não era feminista como sou agora! 

 

 

Como estava a dizer, caí nesta categoria do porno sem querer. Uma pessoa começa a ver um pornozinho clássico, homem beija mulher, mulher beija homem, mulher chupa homem, homem lambe mulher... e quando baixa as cuecas sai de lá um mangalho de 25cm ! E uma pessoa fica tipo "What the fuck!?!" O que é que se passou ali?

 

 

É verdade que, quando andamos fechados na nossa bolha, ver qualquer coisa de diferente, seja o que for, deixa-nos com uma sensação de estranheza enorme, inconfortáveis. Como quando queremos lançar um pum durante uma aula de yoga e não podemos.

 

 

Pois bem, foi assim que fiquei a conhecer esta categoria da pornografia, sem querer e de forma não propositada. Nessa altura desliguei logo o PC e fui comer uma maçã que é mais saudável (referência aos grandes Gato Fedorento, que saudades daquela malta!). No entanto, alguns anos mais tarde voltei a cair sem querer nesse tipo de vídeos e... admito, não gostei. Prefiro ver uma mulher com um strap on a enrabar um homem... Mas isto - claro! - são gostos pessoais, não se discute e respeita-se.

 

 

Eu respeito os transsexuais, defendo a causa deles e o direito a serem exteriormente quem já são no seu EU interior. Lutarei sempre para que eles possam tomar as decisões que melhor entenderem para ao seu corpo. Aqui não se trata de fazer uma intervenção cirúrgica por razões de estética, estamos a falar de fazer corresponder o seu fenótipo à sua identidade de género. Se eu me sinto mulher, apesar de ter nascido com características sexuais secundárias e orgãos sexuais de homem, posso, em algum ponto da vida, submeter-me a uma intervenção cirúrgica que só vai trazer-me esse corpo com que não nasci, mas que é o meu. Mas também posso optar por não o fazer. Ou optar por colocar mamas de silicone e manter o orgão sexual masculino.

 

 

Mudar tudo. Ou não mudar nada. A escolha é de cada um. E cabe a todos respeitarmos essa escolha.

 

 

*********************************************

Em Ponto Maria Oficial.jpg

 

"A coisa andou a cozinhar e eis que atingimos o ponto!!! Quinta-feira quente. Quentinha. A escaldar! A Maria chegou para tornar este dia banal da semana no dia mais ansiado por vós. Conjuntamente com o Triptofano tivemos a ideia de lançar uma rubrica semanal que vai abordar temas da actualidade que são completamente aleatórios e imprescindíveis ao mesmo tempo. Fiquem por aí e percam-se nos nossos devaneios."

28
Dez18

Follow Friday | Conjugação do verbo Coisar

Eu coiso

Tu coisas

Ele coisa

Nós coisamos

Vós coisais

Eles coisam

 

Já sabem que aqui neste canto da dESarrumada só partilho links para blogs bons.

 

O Coiso é um desses blogs bons, com imagens bastante explícitas (se estiverem no trabalho não abram, mas se estiverem no trabalho também não deviam estar nos blogs... quem nunca???) e uns contos eróticos bastante sugestivos. O Coiso escreve com a alma, e dá-lhe com força... nos sentimentos... do bilau!

 

Eu gosto... e vocês já conheciam?

Como quem não quer a coisa

 

14
Jun15

Porno: vista pelos olhos de uma mulher #3

Meus caros, como sabem gosto de discutir assuntos pertinentes com a malta. E um assunto que a-do-ro discutir é: SEXO! Nomeadamente as categorias mais conhecidas dentro dos sites porno. Este post é a terceira parte de uma sequela (que vocês tem adorado meus malandrecos!) e que já acompanha o início do Blog! Aliás, foi para partilhar este tipo de merdas que criei este espaço das internetes tão por mim adorado! Podem rever a parte 1 e a parte 2 se andaram mais distraídos!

Admito que as cenas mais importantes (mais banais portanto) foram já discutidas, por isso vou falar das menos mainstream, aquelas que só uma minoria gosta (penso eu, que eu não sei tudo que vai na cabeça da malta, tá??) mas nem por isso são menos interessantes! Como se costuma dizer, a cada macaco a sua banana. E eu cá gosto das minhas bananas bem grandes!

Lesbian:
Uma categoria que fala por si, são mulheres em plena actividade sexual umas com as outras, é tesoura para cá, é lambidela para lá, é dedos por todo o lado. Quem nunca viu que atire a primeira pedra! Mas uma pedra pequena, tá? Os homens adoram esta categoria, e alguma mulheres dizem que "ah e tal, eu não gosto de nada disso!!", mas já deram a sua espreitadela! Dildos com duas cabeças são algo extremamente habitual, as meninas gostam de partilhar o mesmo brinquedo. Não as censuro, assim dá menos trabalho a arrumar!

Public:
fazer sexo no autocarro em pleno horário de trabalho parece-me ser algo a experimentar não acham? Ou sexo na varanda da sala, no terceiro andar, num prédio virado para um bairro social? Ou sexo no estacionamento do Lidl? Bem, fica ao vosso critério, desde que o façam num sítio com bastante afluência, a uma das horas mais movimentadas do dia.

For Women:
como diria o nosso "querido" Christian Grey: sexo baunilha! Tão baunilha que até enjoa. É beijinhos para lá, é abracinhos para cá. Quem vê passa o tempo todo a pensar: "então mas nem uma palmadinha?", "nem um empurranço mais à bruta?", "que porra é esta?", "parecem os meus avós que têm prótese da anca e 105kg a fazer amor". Sim, meus caros, ao que parece há por aí mulheres que gostam de coisas muito, muito calmas e românticas. Bicho raro, mas existe.

Orgy:
o próprio nome diz tudo, ao contrário do gangbang já falado anteriormente, nas orgias toda a gente fode toda a gente. Enquanto que no gangbang existe uma "vítima" preferencial, neste género podemos visualizar, normalmente, um bando de pessoas fechados numa sala (muitas vezes em festas que se assemelham a reuniões de negócios com direito a cocktails a passear pela sala) a pinar desalmadamente com qualquer criatura que lhes apareça à frente. Modernices é o que tenho a dizer.

Interracial:
sexo entre pessoas de "raças" diferentes. Seja lá isso o que for, uma "raça". Normalmente é um gajo muita escuro a foder desalmadamente uma rapariga muita pequena e branca. Mas isto é a minha interpretação da coisa.

Bukkake:
nem sei por onde começar com esta categoria. Isto faz-me lembrar aqueles aniversários em que toda a gente decide atirar uma tarte para cima do aniversariante. Com algumas diferenças... o aniversariante é uma gaja ajoelhada no chão, os convidados são gajos dispostos em círculo e de "bráulio" apontado para a frente, e a tarte... bem, essa já todos imaginam o que é. Após pesquisa vi que isto supostamente começou no Japão, como forma de castigar uma mulher adúltera. E hoje em dia, será que continua a ser considerado um castigo?

POV:
siglas para "point of view". Nesta categoria tudo o que aparece no écran é filmado do ponto de vista do "macho". Basicamente, consiste numa pachacha filmada de perto, DEMASIADO perto, e o objectivo é levar o "espectador" a imaginar que está a fazer a mesma coisa que no filme. Bem, gostos não se discutem, e cada um sabe o que gosta de ver. E duvido que a maioria dos homens tenha uma pila do mesmo porte que a do autor do vídeo. 

Voilá!!! A parte 3 está completa, admito que demorei um pouco a fazer este post, pois tamanha dádiva de informação exige alguma pesquisa, até vindo de mim, claro está! Como já disse antes, ninguém sabe tudo, ninguém pode saber tudo, e se alguém souber tudo, quero conhecer essa pessoa para lhe perguntar quando fico rica.

Boa continuação de domingo, aproveitem bem estes dias de sol (ou não) para fazer umas coisas mais malandrecas ao ar livre. Beijos na bunda!

21
Fev15

Porno: vista pelos olhos de uma mulher #2

Caros amigos, como sabem, o assunto do porno foi abordado neste blog anteriormente (se não sabem deviam saber meus malandrecos, podem ver aqui). E eu como até gosto de falar sobre estes assuntos (sim, gostava de, entre outras coisas, ter uma sex shop, será um sonho demasiado impossível de realizar? Não sei, vamos ver.)


Deixo-vos aqui mais alguns conceitos e claro, um desafio, o primeiro desafio do blog! Que é... (rufos de tambor para dar suspense), deixarem-me nos comentários, ou no mail do blog, ideias sobre assuntos javardões que gostassem de ver falados aqui. Sim, porque a dESarrumada tem uma mente perversa, mas nem sempre a imaginação vem quando quero. E para isso conto com os meus amiguinhos, que tanto partilham comigo bons sentimentos profundos nos dias de lamechice, como outro tipo de sentimentos, mais físicos, vindos também de sítios profundos (piada fácil esta).

Ora aí vai, deixo-me de conversa fiada e parto para o que interessa, o buraco, literalmente:


 


Big Dick: categoria do porno em que as meninas são vítimas de pinadelas com uma piroca gigante, muito provavelmente de alguém de raça negra (Mitos urbanos, ou não? Quem já experimentou que tenha feito bom proveito). Para além da tão afamada pinadela, também pode ser na boca, com direito a sessões de engasgamento e gag reflex (sim, aquele momento em que a dita cuja toca na garganta e surge o reflexo de vómito). É preciso alguma mestria para dominar isto.


 


Amateurs: este, como o próprio nome diz, são vídeos porno realizados por pessoas "anónimas". Como é óbvio, a maior parte deles contam com a participação de atores porno já bastante conhecidos e mais do que rodados (Vídeo amador, isto?? Yeah, right). Depois temos aqueles que o são verdadeiramente, qualidade de merda, sombras por todo o lado, e acima de tudo, nota-se um certo cuidado extremo para tapar a cara dos protagonistas, sim porque ninguém quer que o seu filho de 14 anos encontre um vídeo com a cara da mãe enquanto está no seu quarto a esgalhar o pessegueiro. Sim filho, fazes bem em descobrir as coisas boas da vida, mas se calhar estás a ver a piroca do teu pai sem saber. Ups, acontece. Passa para o próximo.



Teen: vídeos com mulheres que mais parecem menininhas de 14/15 anos (pedófilos não se "aprocheguem" que não quero cá disso no meu blog!). Elas, a fingir que são muito mais novas do que aquilo que realmente são, não enganam ninguém com aquela rata toda escarafunchada, de quem já andou a fazer double fisting (lembram-se do antigo post, certo?) e a meter latas de refrigerante e/ou bolas de ténis. Na sua maioria são todas muito mal comportadas, porque normalmente o vídeo trata-se do diretor da escola, professor ou patrão de uma loja a "castigá-las" porque cometeram um erro qualquer. Outra questão muito abordada nesta categoria do porno, é o incesto, pais com filhas, padrastos com as filhas das atuais mulheres... tudo muito estranho. Há com cada uma...

Bondage: este é daqueles assuntos que desde que as duas pessoas estejam de acordo, que aproveitem! Normalmente o sexo envolve amarrar com cordas, bater (nem sempre), forçar a pessoa a ter sexo vaginal, oral, anal... e forçar a ter o orgasmo! Se isto fosse verdade evitava-se muitas frustrações. As sombras de grey vieram celebrizar um pouco este tipo de fetiche. Alguns vídeos têm bastante glamour, com fatos de cabedal e chicotes chiques, outras vezes dão basicamente a impressão de que foi uma violação de uma mulher toda amarrada filmada numa cave. Quem gosta, gosta! São todos adultos e eles que se entendam.

Ebony: sexo com mulheres de raça negra. Sim, admito que as pessoas de raça negra ou mulatos, têm um encanto qualquer especial e dedicar-lhes uma categoria pode ser encarado uma honra. No entanto, é muito raro encontrar mulheres de raça negra nas outra categorias. Noto uma certa descriminação no mundo do sexo para estas mulheres. Porque não misturar tudo, brancos com negros em grandes orgias por todo o mundo? Sinceramente a ideia agrada-me. Ou então criar uma categoria chamada SW (snowwhite) e meter lá todos os filmes com gajas caucasianas.

Gang Bang: sexo em grupo, normalmente uma mulher leva com vários vergalhos ansiosos por ser o próximo, de forma continuada. Enquanto leva com ele por baixo, 2 ou 3 ao mesmo tempo (dependendo da flexibilidade), a boca, essa nunca está parada. Os homens fazem filinha indiana, qual grupo de crianças de 6 anos que esperam pelo tabuleiro da cantina. Mas aqui neste caso, a comida é outra.

Rough Sex / Hardcore: Sexo à bruta, de forma dura e directa. Sem rodeios e sem miminhos. Admito que acho esta modalidade interessante, até porque no auge do momento ninguém gosta que o parceiro esteja a olhar para o tecto e a pensar em quantos ovos ainda tem no frigorífico. Concluindo, dizem que à bruta sabe muito melhor (eu não sei, foi uma amiga que me contou).

Para uma noite de sábado não está mal. Espero que tenham ficado um pouco mais elucidados! As categorias ainda não acabaram... aguardem novidades da vossa amiga (sentados de preferência, que estar de pé cansa), e até lá, divirtam-se! Se é que me entendem...






Bem-vindos ao meu diário, um lugar seguro onde podemos falar sobre tudo. Já comentaram hoje? Bisou, da vossa dESarrumada.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Diário em fotos

Desarrumações antigas

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D