Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dESarrumada

Diário de uma dESarrumada

08
Jan20

Como reagir quando ele deixa a tampa da sanita para cima?

Moro no sexto andar e meio. E partilho esse andar que não é inteiro, é só uma metade, com um rapaz, estudante, que está a morar num estúdio com o mesmo tamanho que o meu e se chama Paul. Ele deve estudar bastante porque só o ouço sair do estúdio dele para ir à casa de banho. Sim, já vos disse algures por aqui que o cubículo com a sanita onde faço as minhas queridas necessidades fica no corredor. Yah. A minha mãe diz que voltei ao conceito antigo de "ir cagar ao mato".

 

Pois bem, mulheres deste mundo que moram com homens... como é que suportam a tampa da sanita deixada em cima? Como aguentam sem arrancar cabelos? Eu não conheço o Paul de lado nenhum (só o vi uma vez assim de raspão no corredor) e se pudesse já mandava vir com ele por causa do raio do tampo da sanita que, 70% das vezes em que ele vai à casa-de-banho fica para cima. As outras 30% das vezes é quando ele vai lá para fazer cocó.

 

07
Nov19

Crónicas do trabalho #7

Quando vais à casa de banho que fica ao lado da sala de espera, e que é partilhada com os utentes, e reparas no cheiro a merda asfixiante que emana na divisão ...

 

*foda-se, a pessoa que cagou aqui antes estava toda podre* - pensas, inocentemente!

 

Estava eu muito compenetrada a limpar a sanita e a meter um papelinho na tampa, porque esta estava toda nojenta, mas mesmo assim, não prescindo de me sentar para urinar... e o cheiro sempre a ficar pior.

 

Lavo as mãos, e ao olhar para o chão, vejo montes de marquinhas castanhas! Olho para o meu pé, e ali estava ela, uma mancha de cocó na sola da minha sapatilha...!

 

Pois é meus caros. Hoje, no trabalho, pisei merda. E depois saí para a sala de espera a cheirar mal... ainda bem que tinha outro par de sapatilhas que tinha levado recentemente para trocar em caso de chuva durante os domicílios. Nunca pensei que essas sapatilhas me salvassem de tamanho cenário de guerra.

 

Beijo na bunda! 

 

22
Abr17

Senti que tinha que partilhar isto com vocês miguxos.

Já vos falei dos meus malditos intestinos aqui, aqui, aqui e aqui. Concluindo, acho que ando a falar muito sobre cocó neste canto. Mas como falar de merda nunca é demais - e por falar em demais o assunto deste post vai mesmo de encontro a isso - aqui vai mais um post sobre os meus intestinos. São sempre cheios de glamour estes posts, não têm que agradecer.


 


Andava obstipada há 3 dias. Tomei o famoso laxante (que era suposto tomar todos os dias durante 6 meses mas que eu decidi deixar para "casos de urgência"). E eis que sinto aquela vontade boa, sabem, aquela vontade de "deitar tudo cá para fora", se é que me entendem. Até que tive a ideia peregrina de me pesar! Já que andei inchada que nem uma vaca o dia todo, ao menos queria saber o tamanho do animal!


 


Vão ficar espantados (eu fiquei!), mas entre o antes e o depois do cocó, emagreci 600 gramas.


 

19
Jun16

5 coisas boas (ou não) do regresso das férias!

Yap, estive uns diazinhos em Portugal e agora voltei a França. Cheguei há pouco a casa. Amanhã é o tão ansiado dia de voltar ao trabalho... yeay! Apesar de toda esta felicidade queria partilhar algumas coisas com vocês que se têm tornado recorrentes sempre que volto das férias. Tão recorrentes que voltar a "casa" já nem saberia igual se não me deparasse com estes cenários:

Coisa boa nº 1: A casa cheira diferente. Não houve ninguém a cozinhar nela, as janelas ficaram fechadas, por isso chegas e deparas-te com um cheirinho a pó misturado com humidade que sabe sempre tão bem e enche o coração aos molhos.


Coisa boa nº 2: Cadáveres de moscas e borboletas (sabem aquelas que entram à noite se deixarmos a janela aberta?) espalhados pelo chão da sala.


Coisa boa nº 3: O saco do lixo que se esqueceram de tirar do balde do lixo continua lá impávido e sereno à vossa espera para ir dar um passeio! Oh sim, e o cheirinho que dele emana quando abrem a tampa é simplesmente a pior coisa que cheiraram nos últimos tempos... mas vocês aguentam, porque afinal, sabe bem voltar a casa, certo?


Coisa boa nº 4: Por falar em cheiros, e visto que como já devem ter reparado, sair de casa à pressa quando se tem um avião para apanhar é algo que acontece a muito boa gente, o lava-louça está perfeito com aquela pilha de pratos tão harmoniosamente alinhados e comida de vários dias ressequida. Quase que pensam incluir isso na decoração permanente da casa.


Coisa boa nº 5: Re-encontro com o nosso amigo cocó. Se forem como eu e tiverem um rabo muito esquisito com sanitas desconhecidas, dão por vocês quando estão de férias a fazer cocó no mínimo de dois em dois dias e com aquela sensação de que só saiu um niquito de nada. Ah pois, não há nada melhor que chegar ao sítio ao qual o nosso rabo chama casa para esvaziar bem as entranhas!


 


E pronto, com isto me despeço. Mas gostava de saber quais as coisas que mais gostam de encontrar/ver/fazer quando voltam de férias?

Bem-vindos ao meu diário, um lugar seguro onde podemos falar sobre tudo. Já comentaram hoje? Bisou, da vossa dESarrumada.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds

Diário em fotos

Desarrumações antigas

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D