Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma desarrumada

. desarrumações . emigração . humor parvo . lifestyle . badalhoquices . coisas de gaja .

Diário de uma desarrumada

. desarrumações . emigração . humor parvo . lifestyle . badalhoquices . coisas de gaja .

07
Jun18

Para quem quer saber como correu o meu date mais recente.

Ora bem, ando a ter uma formação no trabalho em que tenho que começar às 8h e estou com uma pedrada de sono por andar a acordar todos os dias às 7h da manhã que nem vos digo nada. Efectivamente, começar o trabalho às 9h é um luxo ao qual já me habituei e nem dei conta. Portanto, vou ser rápida e escrever isto como sair, que tenho que ir fazer ó-ó.

 

No Tinder o moço só tinha duas fotografias, que diga-se de passagem, não o favorecem nada. Só fiz swipe à direita porque tem a mesma profissão que alguém da minha família e tinha uma descrição com uns bonequitos engraçados. Na altura disse-me olá, respondi 2 ou 3 coisas e não falei mais. Dois dias depois voltou a mandar-me mensagem no Tinder a dizer que tinha gostado muito do meu perfil e que, apesar de eu não lhe responder mais, ia ficar chateado consigo próprio se não voltasse a insistir. Achei o gesto engraçado e desde esse dia que temos falado todos os dias. Para além disso, foi mesmo o facto das conversas serem muito interessantes que me levou a combinar encontro.

 

Combinei com ele em frente ao cinema da cidade mais próxima. Ele mandou sms a dizer que estava atrasado 30 minutos por causa do trabalho. A pontualidade francesa no seu melhor. Vi a mensagem quando estava parada num sinal vermelho, também eu atrasada uns 5 minutos, e fiquei tranquila, conduzi o resto do caminho nas calmas.

 

Cheguei ao estacionamento e ainda fiquei a olhar para o espelho para confirmar se estava tudo ok com a make up, um cor de rosa pêssego de uma palete nova, muito giro, que decidi experimentar nesse dia. Nunca experimentem maquilhagem nova no dia de um primeiro encontro. Conselho de amiga.

 

Saí e fui para a porta do cinema. Não íamos ver filme, a ideia era só escolher um sítio fácil para o ponto de encontro. Sentei-me num muro de pedra debaixo de uma árvore porque os bancos de jardim estavam molhados, tinha estado a chover. E fiquei a olhar para o telemóvel para passar o tempo.

 

Eis que vem um rapaz falar comigo. Olho para cima e lá estava ele. Um gato de duas pernas com olhos verdes. Pensei: "quem é este pão??? e porque é que está a falar comigo???"

 

Era ele, o moço do Tinder. Fiquei meia aturdida. Já passei por alguns encontros e este apanhou-me de surpresa. Efectivamente escolheu muito mal as fotos e estas não o favoreciam nada. Muito mais giro na vida real. Que boa surpresa. 

 

Fomos beber café. Aliás, eu bebi um chá e ele bebeu uma cerveja. Ficámos a falar até o café fechar. A maior parte dos cafés aqui fecham às 20h... azar dos azares, ficámos num desses. Mas era o que tem a melhor esplanada da cidade, por isso valeu a pena.

 

Fomos andando para o estacionamento do cinema que ainda ficava a 10 minutos a pé. E eis que ele pergunta se queria ir jantar. "Bem, se a coisa passa de café a jantar, é porque está a correr bem, certo?". Pensei cá para os meus botões, eu tenho muitos diálogos internos, já sabem como é. Ainda tentei fazer-me de difícil, mas tínhamos passado por uma pizzaria com óptimo aspecto, sítio que ele sugeriu, e lá fui eu dizer que sim. Sou uma fraca.

 

O jantar foi óptimo, pedimos duas pizzas e partilhámos metade/metade um com o outro. Falámos muito. Ele tem mesmo muita coisa em comum comigo. E parece ser uma pessoa simples, gosto disso. 

 

No final despedimo-nos e ele perguntou se gostei do encontro. Respondi que sim, sinceramente, se dissesse que não estaria a mentir. O moço é mesmo boa companhia e senti-me bem o tempo todo. Ficámos de nos ver outra vez, mas sem data marcada. 

 

Chegada a casa recebo mensagem dele a dizer que a estrada correu bem e que gostou de me conhecer. Ele sabe mesmo fazer as coisas. Este fim-de-semana não estou por aqui. Vou a Paris com a H. passear um bocado. Estou com vontade de o ver outra vez mas não sei quando vai ser. Para já é isto.

 

Gosto muito deste tipo de posts mais descritivos. Vou tentar escrever mais neste estilo. 

 

8 comentários

Comentar post

Vamos escolher um nome para o meu vibrador?

Crie seu próprio questionário de feedback de usuário

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O melhor comentário ganha um biscoito!

Diário em fotos aqui:

Mais sobre mim

foto do autor

Desarrumações antigas

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D