Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma dESarrumada

Diário de uma dESarrumada

25
Out15

O sexo pela porta dos fundos.

Acho que já me pronunciei aqui algumas vezes sobre este assunto, mas nunca falei das minhas experiências pessoais. Ora bem, como sabem sou uma rapariga muito open-minded (espero que o SAPO não me bloqueie o blog depois deste post, muito sinceramente) e já experimentei quase tudo que havia para experimentar (QUASE TUDO significa que ainda há umas coisitas que quero experimentar na vida que tenho pela frente, mas que de uma forma geral já experimentei os "básicos" do sexo). 

Anal é bom, se for bem feito. E nisso o meu primeiro namorado era mestre. Sim, eu era daquelas meninas muito bem comportadas que queria casar virgem (sim, podem rir), e por causa disso, o meu 1º namorado esse desgraçado, não teve sorte nenhuma na porta da frente. Só fizemos anal. Porque a dESarrumada não queria rebentar o hímen, mas porra, se soubesse o que sei hoje tinha começado com ele. É que namoramos 3 anos, 3 anos sem sexo normal! E acabámos sem nunca o fazer. Escusado será dizer que perdi a virgindade com o primeiro rapaz que arranjei depois dele, numa noite de bebedeira na universidade. As escolhas de adolescente são sempre estúpidas. Já os outros diziam "caloiro é burro, caloiro é burro e há-de ser".

Desde essa altura que tenho feito sempre que posso, mas um dos meus ex-namorados detestava a porta de trás, dizia que era nojento, que era por lá que saia o cocó e mais umas quantas tretas. Resumindo, lá fizemos mais ou menos na altura em ele me pediu um tempo, e bla bla bla, acho que já contei aqui a história deste meu ex que me fez sofrer para caralho (este foi o que me deixou no meio da rua em plena discussão), mas que depois veio pedir para continuarmos a fazer sexo, já depois de acabarmos, e a dizer que estava disposto a fazer anal comigo e que adorava o meu rabo. Pois bem, nessa altura mandei-o a ele apanhar no cuzinho!

Vou armar-me em pró da coisa e dizer: se não estiverem relaxadas esqueçam, se não estiverem bem excitadas esqueçam, se o moço for daqueles que gosta de ir com demasiada sede ao pote esqueçam, se não houver um bom lubrificante esqueçam... confiem em mim, a coisa com saliva não vai lá, parece que vai, mas seca num instantinho e depois dói muito. 

Pronto, já dei a minha contribuição para o lado perverso deste blog, lado esse que tenho desleixado um pouco... deve ser por só fazer sexo quando vou a Portugal. Que secura de pila que para aqui anda. Valha-me o dildo com 23 cm que encomendei no verão para ir treinando para o Plutónio. Acho que vou dar-lhe o nome de Salvador da paxaxa, por motivos óbvios.

7 comentários

Comentar post

Bem-vindos ao meu diário, um lugar seguro onde podemos falar sobre tudo. Já comentaram hoje? Bisou, da vossa dESarrumada.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Diário em fotos

Desarrumações antigas

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D