Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma dESarrumada

Diário de uma dESarrumada

05
Set19

Estimulação anal masculina e o dia em que penetrei um homem.

Lembram-se deste questionário? Pois bem, ganhou a resposta a). Basicamente as opções foram votadas pela ordem em que estão, por isso vou contar e postar nessa ordem. Sei que já andam à espera há muito tempo, mas ainda continuo naquela vida de metro - trabalho - metro - casa. Apesar de já estar mais folgada e de já conseguir ter tempo para me masturbar de vez em quando, o blog tem andado ao ritmo que Deus quer. O importante é haver saudínha.

 

Então vamos lá saber como é que aqui a vossa querida dESarrumada penetrou um homem pela primeira vez??? Vamos pois!

 

Ele chama-se Carpete. Conheci-o pelo Tinder (whatelse? esta app foi a patrocinadora das minhas melhores quecas neste último ano. Não sei como é que ainda não me ofereceram de bandeja um contrato de parceria milionário às custas da publicidade que lhes faço aqui, GRATUITAMENTE! mas isso são outros quinhentos... RESSABIADA, eu??? Nunca! *emoji a revirar os olhos*)

 

Depois do Cachalote, do Cacahuètes, e de outros tantos, que ainda não contei aqui a história porque fui preguiçosa, mas que também tinham nomes muito giros, tais como Deliciosa, Motoqueiro, Mal Cheiroso, Brasileiro... chegou a vez do Carpete!!! E porque é que o moço foi baptizado com este apelido tão fofo? Porque está revestido de pêlos da cabeça aos pés. Li-te-ral-men-te! 

 

Se há coisa que não me incomoda nada, é pêlos. Quantos mais melhor. Sobretudo se o gajo for todo bem feitinho como o Carpete. Ele é ginásio todos os dias, ele é jejum intermitente, num daqueles protocolos mesmo hardcore em que só pode comer numa janela de 4 horas diárias, ele é barbeiro todas as semanas para ter a barba perfeitamente aparada ao mílimetro, qual gajo bom do Instagram na hashtag #beardedman. Digamos que o moço leva a sua aparência física muito a sério. E o seu ego. Mas isso já são outras histórias... afinal, meus caros, só estamos aqui para falar de sexo! sentimentos e merdas do género...? ninguém-quer-saber! N'est-ce pas???

 

Mal começámos a falar no Tinder ele perguntou-me se o Super Like que lhe dei foi de propósito ou se o dedo me escorregou... eu disse que foi de propósito! Acreditem ou não, só dei um Super Like na vida, e foi ao Carpete... mesmo com aquela intenção de "epahhhh... este gajo é o meu estilo da cabeça aos pés... vou comê-lo."

 

Escusado será dizer, que comi. E bem 

 

 

No início, começámos a falar de sexo, tipo, logo. A primeira coisa que ele me disse é que é um homem de mente aberta. Eu perguntei se era só a mente que era aberta, ele mandou logo um pisquinho de olho... para bom entendedor, meia palavra basta! E aqui a vossa dESarrumada já não é uma virgenzinha inocente, já começa a perceber umas coisas na arte do sexo...

 

No primeiro date só falámos sobre sexo... apesar de ter pensado em tentar algo mais "profundo" emocionalmente com este moço, o facto de só falarmos deste assunto, e de ele ser 3 anos mais novo, levou-me a acreditar que daqui não ia sair nada sério. Mas pronto, "enquanto procuras o certo, diverte-te com os errados" foi o lema que se me aflorou à memória. E meti as minhas decisões de vida nas mãos de Deus e fui em frente... sem pensar duas vezes.

 

Meus caros, ao segundo date fomos para o meu estúdio de 12m2 porque ele é um recém-licenciado, a ganhar o salário mínimo, que não tem onde cair morto, e por isso mora num quarto numa casa com um casal de velhinhos, através de um daqueles programas de partilha de alojamento entre seniors e jovens em início de carreira. Eu não tenho muito espaço, mas ainda bem que não fomos para casa dos velhos porque, ao que parece são muito religiosos, e iam deitar as mãos ao céu ao ouvir a chinfrineira que nós fizemos a pinar.

 

Os preliminares foram qualquer coisa do outro mundo! Ele lambe bem... mesmo bem... e por todo o lado! Quando digo todo o lado, é mesmo TUDO! Já há muito tempo que não me lambiam o rabo, e que bem que soube...principalmente quando é bem feito. Tive 2 orgasmos só com esta brincadeira. Ainda bem que não estávamos na casa dos velhos. 

 

Quando eu já estava quentinha e bem a escorrer da cona, fodemos. Básico. Primeiro devagar para aquecer as máquinas ali em modo "voltinha no teleférico do zoológico de Lisboa" e depois cada vez mais rápido até chegarmos ao modo "animal da savana que não come há 1 semana".  Pumbas, mais 3 orgasmos... ele disse que nunca tinha conhecido uma mulher que conseguisse ter tantos orgasmos... nesta vamos dar-lhe o desconto equivalente à idade, ok? Ainda bem que não estávamos na casa dos velhos.

 

Depois foi a vez de eu o chupar e masturbar. Ele disse que preferia vir-se assim. Estive ali, quase a apanhar uma caimbrã nos músculos extensores da cervical e no músculo orbicular da boca, masseters e afins (pesquisem suas porcas, o Google serve para isso!) e ele não chegava lá... perguntei se queria que recorresse à arma secreta chamada "sou um homem de mente aberta... e não só", respondeu: "estava a ver que nunca mais perguntavas".

 

Comcei a lamber os amendoins e fui descendo... estava ali naquela parte entre os tomates e o ânus que, curiosamente, mesmo num gajo peludo, aquilo é o equivalente ao deserto do Sahara, nem um único pêlo... e cheirava bem. Pensei que, ao transpor este território outrora desconhecido para a minha boca e nariz, fosse ficar nauseada... mas muito pelo contrário... adorei o cheiro a rabo masculino. Ainda bem que ele não largou uma bufa como a do Triptofano. Eu teria ficado em pior estado que o gato da história... e a carecer de cuidados médicos intensivos, como os que quase tive que recorrer após entrar em contacto directo com o Cachalote.

 

Ao lamber o rabo do moço senti que ele estava a curtir milhões e comecei a passar um dedinho maroto na abertura do ânus... Ele disse que para além da língua, nunca ninguém ou nenhum objecto tinha trespassado os limites do seu esfíncter anal... "afinal não és assim tão aberto quanto isso!!", exclamei. O moço tinha-me mentido. Ele desculpou-se dizendo que não se pode revelar logo tudo de uma vez e que tem que se manter uma certa aura de mistério relativamente a certos assuntos... ou seja, um homem tem que parecer mais experiente do que aquilo que é. Vá-se lá perceber.

 

Continuei com o dedinho maroto enquanto lambia os colhões e fui deixando cair saliva, muita saliva, bastante saliva... chegou-se a um ponto em que o ânus do moço já estava mais escorregadio que o cu de um caracol! 

 

E eis que introduzi o meu polegar... que diga-se de passagem entrou mais facilmente no cu dele do que numa barra de manteiga deixada ao sol em pleno verão. Isto tudo enquanto com a mão esquerda o masturbava vigorosamente. Ainda bem que não estávamos na casa dos velhos.

 

Yah, eu sei que não estão habituados a contemplar este nível de eloquência por aqui. Mas deixem-me usar palavras como «vigorosamente» em paz.

 

Fiz uns quantos movimentos de vai-e-vem com o polegar virado para cima... mesmo ali em cima da prostata (a escolha deste dedo foi claramente propositada, porque atendendo à corpulência do moço, eu sabia que o polegar ia tocar ali directamente na dita cuja prostata sem muito esforço da minha parte...) E não é que ele se veio logo? Ejaculou imenso, e a mim deu-me um gozo imenso ver um gajo a contrair-se todo e a vir-se ali mesmo em frente aos meus olhos... Ainda bem que não estávamos na casa dos velhos.

 

"Fogo, que foi isto? Nem consegui controlar o orgasmo. Parecia que me estava  a vir pelo cu." disse-me ele. 

 

"Meu caro, acabaste de ter o teu primeiro orgasmo pela prostata". disse-lhe eu, com uma pontinha de orgulho que mal conseguia esconder.

 

Ele sorriu, e agradeceu. Gosto destes gajos que agradecem... mas ando a considerar começar a cobrar uns trocos por estas coisas que tenho feito gratuitamente... ao menos não ficava rica com a minha profissão, porque já se sabe que enveredar pela área da saúde é, na maior parte das vezes, por amor à camisola, mas ficava rica a usar os meus conhecimentos anatómicos para dar prazer a homens (e mulheres vá, não fiquem invejosas, que eu chego para tod@s).

 

Estou a brincar, malta. Não venham cá com comentários de haters a chamar-me de pêga. Deslarguem-me!  #sexosemculpa

 

Por isso é oficial... aqui a vossa boss tirou a virgindade anal a um gajo!  E que tal? Homens que lêem este blog, já tiveram a vossa estimulação anal do dia???... se ainda não, de que estão à espera???

 

 

Beijo na bunda! 

 

 

E digam lá... foram pesquisar a hashtag #beardedman no instagram não foram, seus badalhocos?

 

 

16 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Bem-vindos ao meu diário, um lugar seguro onde podemos falar sobre tudo. Já comentaram hoje? Bisou, da vossa dESarrumada.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Diário em fotos

Desarrumações antigas

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D