Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma dESarrumada

A espalhar o #cagandoeandando por essa internet fora desde 2015.

Diário de uma dESarrumada

A espalhar o #cagandoeandando por essa internet fora desde 2015.

24
Mai19

Divagações diversas sobre o turismo em Portugal que se me passaram aqui pela cabeça.

O governo diz que no que depender deles a rede Multibanco continua gratuita. 

 

Acho bem. 

 

Não acho bem é (alguém responsável por isso) não meter nada nos ATM a avisar que são pagos. E a peso de ouro.

 

No ano passado, estive 5 dias de férias em Faro. E levantei todo o dinheiro da semana em ATM. Com cartão português. Porque croma, não sabia que era pago.

 

Tive quase 20€ de taxas e cenas para pagar à custa dessa brincadeira. 

 

Isso e não aceitarem cartões estrangeiros na maior parte das centrais de pagamentos em lojas. Ou não aceitarem de todo cartões em restaurantes... 

 

Em França nunca tive problemas para pagar com cartão português ou cartão, onde quer que seja. Uma pessoa até cai no exagero de pagar 2€ com cartão, porque nunca tenho dinheiro líquido comigo 🤭

 

Não admira que os turistas e imigrantes franceses com quem tenho tido algum contacto, já se andarem a queixar que Portugal está a ficar caro e já não quererem aceitar propostas de trabalho a ganhar 1200€ em cidade, porque não chega para viver (e os tugas que vivem com 580€, como fazem?)... Queixam - se que os apartamentos estão mais caros do que em Paris. Que as pessoas já pedem caução de 6 meses (really? Eu em Paris paguei 2...)

Que os combustíveis são mais caros do que em França e que não compensa viver na periferia. E que não faz sentido isso num país com os salários de Portugal. 

 

Será que os estrangeiros se estão a aperceber mais cedo do que alguns portugueses do buraco em que a inflação está a meter o país? Ou já toda a gente viu e ninguém faz nada enquanto não se tocar no preço da cerveja? 

 

A Tuga que não se ponha a pau. Descobriram que o turismo dava dinheiro e pumba... Começaram a subir preços de tudo e mais alguma coisa. Fazendo com que um dos principais factores de atractividade de Portugal fosse com os porcos : os preços mais baratos.

 

Ainda me lembro de ter ido a Lisboa em 2014 e ter pago 12€ por um quarto de hotel, sozinha. Eram bons tempos.

 

Também me lembro de ir 5 vezes por ano a Portugal porque os preços dos bilhetes de avião Ida-Volta custavam menos de 100€. Eram bons tempos.

 

Agora vou entre uma a duas vezes por ano, e não pago menos de 200€ de cada vez que vou lá. Com esses 400€ consigo ir a Bali 1x por ano. 

 

Se por acaso acaba a água (sabiam que Portugal anda a viver com água que não tem?) ou deixa de fazer tão bom tempo, o turismo baixa... E não é pouco. Afinal, ainda há países quentes mais baratos, e Portugal, deixa de ter assim tanto para oferecer. É uma questão de tempo. Basta um mau mês de Agosto 2 anos seguidos e a fragilidade do turismo vai ser exposta.

 

Posso estar só a dizer merda. Daqui a 5 anos falamos. 

8 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O melhor comentário ganha um biscoito!

Diário em fotos

Desarrumações antigas

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D