Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma dESarrumada

Diário de uma dESarrumada

24
Mar20

Diário de bordo 24.03.2020

já há muito que não fazia um diário de bordo, e tenho tantas saudades de usar este blog com o objectivo para o qual o criei: ser um diário. da minha vida. descobri há um ano o conceito de journalling, é escrever, escrever, escrever, SEM questionar o porquê do que estamos a escrever. mas às vezes tenho receio, receio de abrir o coração aqui, como fazia antigamente... mas não sei de onde vem este medo, antes era tão fácil tão natural... e depois foi-se... comecei a medir as palavras, a pensar duas vezes antes de publicar "devia falar sobre isto ou aquilo? como será que as pessoas vão reagir?"... medo... insegurança... mas hoje só quero escrever, só quero deitar cá para fora... voltar às origens deste blog, e às minhas. meditar é uma forma de voltar para si, através de si. li isto hoje, e esta frase disse-me tanto, mas tanto. tenho meditado. muito. já o fazia antes, mas o isolamento social veio na altura exacta na minha vida. numa altura em que me andava a perder. deixei de lado, sem querer, sem saber como, muitos objectivos profissionais e pessoais. andei em piloto automático, quase um ano, desde que vim morar para aqui. desleixei certos aspectos da minha vida. antes morava no campo e tinha demasiado tempo para pensar e sonhar, idealizar uma vida que eu pensava ser a certa. depois mudei para a cidade grande, e deixei de ter tempo para pensar. é correr. correr. ou somos o leão que começa o dia a correr para caçar, ou somos a porra da gazela que vai ser comida se não correr suficientemtente rápido. rápido. já se faz tarde. se não apanhas este metro, o outro chega daqui a 2 minutos, sem stress... mas então porque raio corres tu???

 

ando a sair com um rapaz espectacular. já falei dele aqui. chamemos-lhe Titi, para efeitos de anonimato. mas no fundo, ele é francês, por isso mesmo que encontre este blog, nunca vai perceber o que aqui está e ainda bem. assim posso falar dele à vontade. conheci-o numa aplicação, andava a voltar a sair à toa. saí com 3 rapazes numa semana, mas desta vez o objectivo não era sexo, era apenas fazer um exercício que a minha psicóloga me mandou. devido à história do rosé com o half-french ela queria que eu trabalhasse mais a minha capacidade de dizer não e de me fazer respeitar pelos homens. ela disse-me para apontar de cada vez que um rapaz me faltasse ao respeito, mas que para isso tinha que voltar a sair com homens, e eu nessa altura andava a fechar-me a essas vidas... ela incentivou-me a ter dates, encontros, e 15 minutos antes do encontro, meter-me em frente ao espelho e pensar "je suis belle, je suis irresistible, je suis la femme que n'importe quel homme veut avoir"... e foi o que fiz. imaginei-me uma mulher fatal, a mulher mais desejada do mundo. e nessa semana, 3 dates e todos correram bem, nem uma falta de respeito para apontar na lista. e o Titi ficou, desde o dia que saímos pela primeira vez, que temos falado sempre... aliás, houve ali um dia que eu trabalhei bué e nem me apetecia falar com ninguém, e ele mandou mensagem, simplesmente a desejar boa noite. soube que estava ali alguém que queria fazer parte da minha vida, e nunca mais falei com outro homem. apaguei as apps e, surpreendentemente, tenho-me concentrado mais em mim. pela primeira vez na vida não ando a correr atrás de um homem. e ele ficou. e nunca me faltou ao respeito. irónico não? quando comecei a relaxar, apareceu alguém que não quis ir embora... engraçado, mas foi preciso encontrar alguém "do bem" para me voltar a concentrar em mim própria... como se houvesse uma espécie de missão que consegui completar, e que só depois disso me conseguisse dedicar a outras coisas... tipo eu própria... yah, sou uma feminista um bocado fracota, precisei de encontrar um homem decente para me voltar a centrar em mim... mas também não quero chegar ao ponto de dizer "não preciso de ninguém, estou bem sozinha", não quero essa vida para mim. quero estar sempre rodeada de pessoas. e ter uma vida amorosa satisfatória, com a pessoa que tiver que ser. e ainda bem que decidi isto a tempo.... cabe-me a mim fazer por isso, por ter essa vida rodeada de gente. e não quero de todo convencer-me que o Titi vai ficar para sempre, pode ser que sim, pode ser que não, pode ser que seja só durante um bocadinho e depois cada um vá à sua vida... mas só peço algo, que seja bom enquanto dure.

6 comentários

Comentar post

Bem-vindos ao meu diário, um lugar seguro onde podemos falar sobre tudo. Já comentaram hoje? Bisou, da vossa dESarrumada.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Diário em fotos

Desarrumações antigas

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D