Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma desarrumada

Desarrumações diárias de uma rapariga emigrante.

Diário de uma desarrumada

Desarrumações diárias de uma rapariga emigrante.

27
Jul17

Arrancar-lhe a cabeça.

Já lá vai quase uma semana que não venho aqui dar-te novidades. Pois bem, tenho andado super bem! Até acho estranho, visto que tenho o período daqui a 3 dias. Nunca tal coisa me tinha acontecido nesta semana do mês... Mas tenho aproveitado sendo super produtiva, ando a meter umas leituras em dia e uma quantas ideias em prática. Talvez, se tudo correr bem, venha aqui dar-te umas boas notícias daqui a uns meses.

 

Não tem estado sol, nem calor, muito pelo contrário... estou com aquela impressão de que o Verão foi em Junho, e Julho tem sido mais uma espécie de Outono mal amanhado. Já fui para o trabalho de casaco de couro (falso), imagine-se! E tive que ir de carro que estava a chover e o guarda-chuva anda perdido em algum buraco negro desde Abril.

 

No trabalho anda tudo bem, mas já se sabia, com a colega mais complicada de férias, isto uma pessoa quase que festeja! Não vou exagerar, mas anda tudo muito zen, animado e sem stresse. Parecendo que não a rapariga mete-nos a todos em stress. É preciso ter uma paciência de anjo para a aturar a ela, aos problemas dela, aos que ela inventa e aos que ela acha que vão acontecer! Ainda falta uma semana e meia de férias para o meu estado mental... aproveitemos.

 

Relativamente ao peso nada feito, engordei os 2kg que tinha perdido em Junho e ainda ganhei outro de bónus. Ando sem força de vontade para fechar a boca. É que comer é só tipo a melhor coisa do mundo! Mas depois do Verão trato disto... já ando a pensar inscrever-me no mesmo ginásio em que me inscrevi quando comprei o carro. De Setembro não passa! Juro, juro.

 

O menino vem aqui passar uns dias. Vamos lá ver como corre. Nunca fiquei tantos dias seguidos a morar com um gajo. Estou com tanto medo de espantar o peixe que nem te conto nada... é que estando a morar sozinha há 4 anos, já me transformei num bicho do mato, daqueles que comem homens aos pequeno-almoço e até lhes arrancam a cabeça à dentada. 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Diário em fotos

Desarrumações antigas

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D