Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma desarrumada

Sátiras da vida de emigrante de uma desarrumada.

Diário de uma desarrumada

Sátiras da vida de emigrante de uma desarrumada.

15
Fev18

Água quente.

Estar debaixo do chuveiro a sentir a água quente escorrer pelo meu corpo. Lavar-me devagarinho e imaginar tudo que podia ter sido e não foi. As tuas mãos nas minhas, a tua barba a passar no meu pescoço. O teu beijo no meu ombro. Tudo em que nos podíamos ter tornado. Nunca vai acontecer. E hoje choro porque finalmente sei isso, demorei a reconhecer que o início do fim já tinha começado há uns bons meses. Não aceito, mas vou tentar seguir em frente. Como fiz em tantas outras situações de despedida. A vida podia ter sido tantas coisas, a cada minuto tomamos decisões que mudam o rumo de tudo. E hoje choro, e as lágrimas frias misturam-se com a água quente do chuveiro para nunca mais as recuperar. Tal como os sonhos que tive contigo se misturam na confusão do tempo e se perdem.

 

rightpersonworngtime.jpeg

9 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O melhor comentário ganha um biscoito!

Desarrumações antigas

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D