Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dESarrumada

A espalhar o #cagandoeandando por essa internet fora desde 2015.

Diário de uma dESarrumada

A espalhar o #cagandoeandando por essa internet fora desde 2015.

23
Jul19

La casa de papel (spoilers, muitos!)

* se ainda não viram a terceira temporada, não leiam *

 

No sábado fiz uma maratona e fiquei em casa, literalmente em modo lontra, a ver a terceira temporada de "La casa de papel". 

 

Digamos que adorei! A-do-rei! 

Só não gostei do ultimo episódio... Porque queria ver mais 😂 vi tudo tão depressa que soube a pouco!

 

Agora falemos de coisas importantes... Já que está toda a gente a falar da sua personagem favorita, eu vou falar da personagem que detestei desde o primeiro dia... 

 

Arturo Román.

 

Por mim este gajo já tinha levado com um balázio nos cornos desde o primeiro dia. 

 

É machista. Misógino. Egoísta. Egocêntrico. [ inserir outros adjectivos negativos que se lembrem ] 

 

Aquela parte em que tenta violar a Mónica, e filmam a pila dele, deu-me nojo. Apetecia pegar na bazuca da Tokyo, aquela que meteu o gajo a arder no último episódio, e apontar aquilo ao caralho do Arturito!

 

Único ponto positivo : o senhor que dá vida à personagem, Enrique Arce, fez um trabalho fantástico de self-enrichement... Conseguiu meter-se, a nível estético e de auto-confiança, num patamar acima. Emagreceu e cuidou de si. Até a pele da cara era outra, mais cuidada, parecia mais jovem. O penteado novo fica-lhe a matar. Adoro histórias de desenvolvimento pessoal bem sucedido, pessoas que tentam chegar à melhor versão de si próprias. E o Enrique Arce conseguiu, e palmas para ele... Até parece que o acting dele ficou melhor... Conseguiu ser tão bom que muita gente ficou a detestar mais ainda o personagem dele (basta ler os comentários no instagram dele). 

 

Tiro-lhe o chapéu. Primeira vez na vida que tenho vontade de atirar um motivational speaker pela janela fora. 

 

Espero que na quarta temporada morra com aquela espécie de doninha, que mandaram pelo esgoto, enfiada no cu. 

 

Obrigada. 

 

Beijo na bunda! 💋🍑

 

 

 

 

22
Jul19

Ainda estás aqui.

Prometi que nunca mais falaria para ti. Mas mais uma vez vou quebrar essa promessa. Porque preciso, mais do que tudo, tirar isto que guardo no peito.

 

Não quiseste vir para França, respeitei a tua decisão. Experimentaste e viste que não era para ti. Ok, tudo bem. Só gostava que mo tivesses dito com todas as letras... Custou. Custou sentir que foste embora e começaste a afastar-te, gradualmente, todos os dias um pouquinho mais... Como se eu não fosse dar conta. Como se eu me fosse esquecer que estávamos juntos, que éramos namorados, e que no início, quando hesitei em começar a nossa relação à distância, tu me prometeste que ias lutar por nós, até ao fim. Não o fizeste.

 

Também não quiseste que eu voltasse para Portugal. Por razões que nunca me quiseste dizer. E serias a única pessoa, meu amigo de infância, a conseguir convencer-me, com uma única palavra, a voltar. Bastava teres dito "vem". E eu teria ido, sem olhar para trás.

 

A muito custo acabei contigo. Mesmo à distância... Afinal, já se tinham passado quase 2 meses em que só trocavamos uma ou duas mensagens por semana. Em que não atendias o telefone nem me ligavas, porque estavas em casa desempregado e a tua mãe e irmãs podiam ouvir o telefone. Foste fraco! E na altura não quis culpar-te de nada, estava demasiado apaixonada para o fazer. Desculpei tudo. Não provoquei ondas, não fiz barulho. Tal como pediste...

 

Hoje sei que fiz mal. Fiz mal em ter aguentado tudo de forma estóica. Ate implodir. Porque, sinceramente, estavas tão longe fisicamente e psicológicamente, que nunca pude explodir como deve ser. Nunca pude deitar a raiva que sentia cá para fora. Guardei tudo para mim... E fiz mal. Muito mal. Porque... Merda! Hoje, ainda dói! A ferida ainda está aberta! E nada ajuda a cicatrizar... Aplicações, vícios, procrastinar a minha vida... Deixei tudo em stand-by na minha cabeça, desde que foste embora e eu te deixei ir.

 

Porra. Eu amava-te. Para mim tu eras o homem da minha vida. Meu amigo de infância. E a ideia que criei de nós era o suficiente para ter criado uma relação quase sozinha... Para depois tu não quereres ficar...

 

E merda para ti! Merda para as tuas decisões! Foda-se a foto que vi ontem! Tu noutro país, ainda mais longe do que aquele onde estou. 

 

Foda-se! Que raiva! Raiva por não ter sido a escolhida, raiva por não ter sido razão suficiente. Raiva por tudo ter acabado como acabou. Por saber que tudo poderia ter sido diferente... Talvez... Talvez... Se tivéssemos falado mais... Se os muros entre nós tivessem caído... Se no seu lugar tivéssemos construído pontes...

 

Estás longe. Foste para ainda mais longe do que quando te foste embora de mim. Já eu, eu ainda estou em ferida... Porque ainda estás aqui. E seja qual for a razão que te fez mudar de ideias... Espero que te faça feliz.

 

18
Jul19

Porque nunca vou partilhar um gajo.

Porque quando ainda estava em Portugal, o último gajo que beijei antes de ser emigrantes estava a trair a namorada comigo. Quando lhe disse que ia emigrar respondeu um: "que pena, se ficasses por cá e as coisas corressem bem entre nós, eu acabava com a minha namorada para ficar contigo". Curtimos 2x na parte de trás do carro dele, e uma delas só não acabou em sexo porque eu lhe falei na namorada... "ah e tal, és tão boa que me deixei levar..."... Ya, ya, ya... Um gajo não é de ferro e deixasse "levar" durante meses e meses a fio, com mensagens às 3 da manhã para passar em casa dele... Hoje agradeço não ter feito amor com esse rapaz. Ele é fotos no Facebook no apartamento novo que comprou com a namorada (a mesma da altura, já estão juntos há mais de 10 anos), ele é fotos do gato que têm juntos, promessas de amor eternas, pedido de casamento com foto no insta... No entanto, já andou a esfregar-se com outra gaja enquanto a namorada dormia...

 

Encontrei no Tinder um gajo que anda à procura de uma rapariga para trair a namorada (ele escreveu isso no perfil dele com todas as letras)... Eu fiz swipe à direita porque queria tentar perceber melhor a psicologia da coisa. Disse que estava com a namorada mas o sexo não era suficientemente doido para ele, ela era a namorada perfeita, excepto na cama. E queria encontrar uma maluca na cama que o fodesse como se a sua vida dependesse disso. Mora com ela, e só envia mensagens à noite quando ela já está a dormir. O plano é simples: enquanto ela dorme ele vai "apanhar ar" e foder outra mulher. Easy. 

 

Conheci um casal no Tinder através do perfil de uma rapariga (sim, durante uma fase activei aquilo para os 2 sexos, agora já voltei aos gajos) ... A ideia era ela encontrar uma rapariga que quisesse começar com ela e depois o namorado juntava-se a nós. Acontece que deu-me o número dele... E também acontece que ele é brasileiro adoptado por portugueses. E temos falado, e o que era suposto ser um threesome, na cabeça do moço, já fala em estarmos só os dois. Também só me fala à noite. Às escondidas dela, digo eu, quando inicialmente era suposto ser uma coisa que iam fazer a dois, com conhecimento um do outro...

 

Resumindo :

- Quando um gajo só vos fala à noite e por isso também só sugere encontros à noite, não "vaiam"... It's a trap!!

 

- Se conheceram o rapaz que é suposto tornar-se o vosso namorado num contexto em que ele trai a namorada com vocês... Coitadas. Mais tarde ou mais cedo levam um belo par de cornos.

Confiem em mim que eu não duro sempre. Conselho de dESarrumada. 

 

Beijo na bunda 💋🍑

11
Jul19

A vida é como o metro.

Não sei se já frequentaram o metro de Paris em hora de ponta... Uma pessoa pensa que já não cabe mais ninguém, mas com jeitinho ainda entra mais uma ou duas pessoas. E parecemos todos sardinhas em lata. E com este bafo que se faz sentir a coisa ainda fica pior... Eu fico ali tipo peixe no aquário a olhar para o tecto abrindo a boca à procura de ar fresco 🤦🏻‍♀️

 

Estou a aprender que a vida também é assim. Quanto mais ocupados são os nossos dias, mas coisas conseguimos enfiar na agenda. E mais vontade temos de fazer coisas.

 

True Story

💋🍑

08
Jul19

O lado negro das aplicações de encontros.

Aplicações de encontros. Tornam tudo mais fácil e acessível. 

 

Estou sozinha no fim--de-semana? No worries, vamos lá ver quem está online.

 

Vontade de ir beber um copo, ir ao cinema, ter relações sexuais? No worries, vamos lá escolher aqui um moço qualquer e passar algum tempo com ele.

 

Não me queixo. Afinal, sem as aplicações de encontros eu não teria conhecido quase nenhum ser do sexo masculino nos últimos 4 anos e meio. Para mim estas aplicações são nada mais, nada menos, do que "facilitadores de encontros". E relativamente a esse aspecto resultam e bem.

 

O que me anda a dar a volta à cabeça é que é extremamente fácil cair-se ne tentação de tratar o ser humano como descartável... largar tudo e desatar a correr à mínima dificuldade... "Ah e tal, se não resulta com este , é porque deve haver um melhor ao virar da esquina".

 

E quando damos por nós estamos perdidos no loop sem fim das aplicações de encontros. Cujo objectivo é manter-nos viciados naquilo... afinal, sejamos sinceros, se pudessemos encontrar o amor nas ditas aplicações, eles ficavam sem trabalho, certo? E a sua utilidade ficava ameaçada...

 

Escrevo este post porque ando com um dilema recente na minha vida.

 

sacre-coeur-paris.jpg

 

Há cerca de uma semana, na sexta-feira dia 28, comecei a sair com um rapaz chamado Gui.

 

O Gui corresponde a tudo que eu possa ter incluído na minha check-list de futilidades... tem cabelo castanho, olhos castanhos, é mais alto do que eu, pratica desporto, cuida de si próprio, veste bem, tem um bom emprego, tem um apartamento no centro de Paris, vem de uma boa família... O Gui não pressiona para fazer sexo, sabe esperar... com ele bati um novo record pessoal: 3 dates sem fazer sexo! Eu até festejava isto... se não tivesse vergonha do que acabei de escrever.  

 

Só para verem como tem sido perfeito... um dos nossos dates consistiu em encontrarmo-nos depois do trabalho (ele também trabalha até tarde), comer um gelado na Amorino que fica ao lado da basílica do Sacré-Coeur e ir para o jardim das escadas, às 22h da noite, beijarmo-nos que nem uns adolescentes deitados na relva, até à meia noite... Foi grande momento na minha  vida, que recordarei com carinho... E mais, já não me lembrava da última vez que tinha beijado um rapaz durante tanto tempo, sem acabar a noite com a pila dele na minha boca - ou noutro orifício do meu corpo.

 

Sendo que o Gui tem tantas qualidades, porque é que estou a escrever isto? Porque o Gui tem um defeito. Mas que não é culpa dele. Esse "defeito" é que há gajos bem mais giros que ele no Tinder. Ou no Happen. Ou no Once. Ou mesmo no metro. Ou no ginásio. Há gajos giros, e que poderiam fazer muito mais o "meu estilo", por todo o lado. E isto é um problema para mim... Há demasiada escolha. Fico sempre com aquela sensação de que "posso arranjar melhor"... e ao mesmo tempo penso "não sejas convencida, se calhar ele é o melhor que consegues". E isto é mau. Muito mau. Esta cena de valorizar as pessoas consoante a sua aparência física é horrível... Tanto para a minha auto-estima como para a percepção que tenho da dele... que é um rapaz extremamente simpático e que, para já, não tenho nem um único defeito a apontar.

 

Só consigo culpar as aplicações de encontros por esta sensação de "há mais peixe no mar". Demasiado peixe. Paletes e paletes de peixe. Haja paciência para lidar com isto... Conselhos? Já vos aconteceu saírem com alguém que preenche todos os requisitos, mas mesmo assim, sentirem que "falta algo" e que deviam continuar à procura? 

 

Beijo na bunda! 

04
Jul19

Masturbação feminina e 5 maneiras de te divertires sozinha este fim de semana

NSFW

Not Suitable For Work,

que é como quem diz,

se vão ler este post no trabalho, no metro, ao lado da família:

NÃO O FAÇAM!

 

Digamos que hoje passei o dia inteiro com este post na cabeça. E quando este tipo de inspirações divinas me descem à alma e sobem pela patareca acima, eu sei que é a dESarrumada a bater à porta, e quando aquela bitch chega... o post vai valer a pena.

 

A minha vida não é apenas feita de fodas de uma só noite ou descobertas no mundo do gelado de morango. Também me divirto imenso sozinha... e quem segue o blog sabe que as minha duas últimas relações sérias, o Plutónio-Man e o Ele aka Amigo de Infância, foram relações à distância, com ambos a morar em Portugal e eu já em França. Durante 3 anos aguentei-me... antes de mandar tudo p'ró ar e decidir que a paxaxa não ia ficar a ressecar e a ganhar teias de aranha.

 

dESarrumada: anda cá filha! Preciso de ti aqui. É o teu momento. Brilha!

 

 

Hey bitches!

 

Lembram-se do António Vibrações??? Aquele amiguinho das horas vagas que vocês ajudaram a escolher o nome? Admito. Podia dizer que é o meu preferido... mas como uma boa mãe que gosta dos seus filhos por igual (coff... coff... toda a gente sabe que as mães têm sempre um filho preferido... e o da minha mãe não era eu... mas isso são assuntos para outro dia que agora não interessam nada). Estava eu a dizer que, como boa mãe que sou dos meus Sex Toys, gosto de todos por igual. Eles são todos perfeitos e únicos, à sua maneira.

 

Para não dizerem que sou uma badalhoca, lavei tudo antes de tirar fotos. Por isso é que estão molhadinhos. Não, as gotas que dá para ver nas fotos não é sumo de paxaxa. É mesmo SÓ água. Não sejam depravados... 

 

Vamos então começar a lista de aventuras para ter a solo? Vamos pois!

 

1. Vibrador com duas cabeças

Tinha que começar pelo António Vibrações (não é o meu preferido, repito *poker face*). Este gajo custou-me cerca de 40€ na Amazon... e foi uma pechincha... no site sexshop.fr que é onde costumo comprar os meus brinquedos sexuais aqui em França custam entre 70€ a 100 e tal euros... o que eu não estava disposta a pagar por um sex toy #forreta

Apesar de achar que estes vibradores com dois tipos de cabeças com funções diferentes, são a melhor invenção de sempre, a minha carteira não estica, e prefiro ficar-me por opções mais em conta.

IMG_20190704_000541.jpg

A cabeça mais redonda serve para estimular tudo e mais alguma coisa... eu uso para mamas, lábios vaginais e clitóris... esta coisa tem várias velocidades, e se metermos a velocidade máxima junto ao clitóris, os orgasmos são de chorar por mais e provocar revirar de olhos que até dá para ver a parte de dentro da nuca. Eu subo ao céu e volto. Muitas vezes tenho que "travar" a coisa para poder dar oportunidade à outra extremidade de brilhar. Essa parte, mais fina e longa, uso para penetração vaginal ou anal (como no Natal) e digo-vos, a sensação de tremor de terra no ânus, é de estremecer. No pun intended.

 

2. Dildo com ventosa

IMG_20190704_000628.jpg

Epah... não sei quem inventou isto. Mas eu sou fã incondicional ! Isto é quase melhor do que estar com um gajo, ora vejamos: 

 

Vantagens

não cheira mal

não se cansa

não faz sons estranhos

não arranha com as unhas dos pés

 

Desvantagens

não paga o jantar

temos que ser nós a fazer os movimentos todos

 

Como não trás o gajo agarrado ao resto, não dá para sentir aquele contacto humano entre as coxas ou a barriga dele a bater nas nalgas (o famoso shlap shlap shlap assim mesmo à bruta!), ou mesmo os tomates a bater no clitóris se estivermos de quatro. É uma pena.

 

No dia que uma coisa destas vier com um gajo de plástico, que faça movimentos de vai-e-vem, agarrado, eu desinstalo o Tinder. Juro.

 

3. Plug anal

IMG_20190704_000600.jpg

Hmmm... este lindinho é o típico amigo mais pequeno, que gosta de ficar no seu canto recatado, que quase nunca vai a nenhuma festa porque gosta de se fazer de difícil... mas quando chega... meus amigos, ARRASA COM A PORRA TODA!!!

 

Eu só recorro a este meu pretinho em dias de festa. Ou dias em que a simples estimulação vaginal e clitoridiana não chega. Ou quando tudo é bom, mas quero mais... estão a ver aqueles dias em que uma pessoa está tão relaxada que cabem 5 dedos assim sem dar conta, até ao punho, mais a courgete que estava em cima da mesa da cozinha? 

 

Pois, nestes dias dou-lhe com a alma... é dildo com ventosa na cona, é vibrador a velocidade máxima no clitóris e é plug no rabo... digo-vos... estes orgasmos com tripla estimulação são dos melhores que já tive na vida. E nestas alturas agradeço ao destino, e ao cromossoma X do espermatozóide do meu pai, por ter nascido mulher. 

 

Gostava de ver alguém a meter isto no diário da gratidão: "obrigada pelo triplo orgasmo que tive hoje." Eu era menina para o fazer, mas agora é demasiado tarde para aderir à moda. Foda-se, estou sempre atrasada aqui nos blogs.

 

4. Lubrificante

Às vezes, muito raramente, acontece-me não estar com aquela vontade toda. Ou estar a meio gás... Mas dESarrumada que é bem desarrumada sabe que "if you don't use it, you lose it". 

 

IMG_20190704_000525.jpg

Eu sei que se ficar algum tempo sem me masturbar, nas próximas vezes demoro mais a lubrificar, ou sinto até algumas dores na penetração mais profunda... por isso não dou confias, e mal possa masturbo-me. Para manter a máquina bem oleada... já dizia a Ana Malhoa "la maquina está quitada!"  

 

Uso a marca que está em cima e que comprei no Intermarché... espalho pelos dedos e pela vulva, insisto no clitóris e na entrada da vagina. Em três tempos fico molhada, e se não resultar meto um filme pornográfico a bombar, e puff! fez-se o Chocapic. Já sabem: lubrificante à base de água para não estragar os preservativos... tudo que seja óleos de coco e outras cenas com óleo, daqueles que aquecem ou ficam frios, também são bons para brincadeiras a solo ou masturbação... mas não metam óleo de coco com preservativos...

 

5. Molas da roupa

IMG_20190704_003604.jpg

 

Whaaaat? O que faz uma foto de uma mola de roupa num post sobre masturbação e sex toys?!?! meus caros... desde que mudei de casa e tive que deitar fora o meu estendal por ocupar demasiado espaço no estúdio onde estou, deparei-me com um saco cheio de molas da roupa, sem utilidade. 

 

Sem utilidade durante 2 dias... depressa descobri todo um mundo de oportunidades de fontes de prazer derivadas de molas colocadas no lugar certo, no momento certo.

 

De certeza que já viram filmes de BDSM... ou de mulheres submissas... se ainda não viram, talvez não saibam do que estou a falar, ou isso até pode ser tema de outro post...

 

* BDSM: caso queiram ler mais sobre este assunto, a Mia, essa linda taradona mesmo como eu gosto , escreve uns posts fantásticos sobre a temática no blog Inconfessável - contém contos eróticos... se ela soubesse o quanto já me excitei a lê-los e o quanto estou ansiosa para saber o destino da personagem principal... passem por lá e dêem-lhe muito amor ! *

 

Gosto de colocar as molas nos mamilos, pequenos lábios, grandes lábios e até no clitóris quando já estou muito excitada e ele está bem erecto. Assim não magoa e provoca uns arrepios de prazer que se espalham pelo corpo todo... descobri isto recentemente e adorei... quem diria que um objecto banal do quotidiano poderia provocar tanto prazer???

 

Espero que tenham gostado deste tipo de post... se quiserem mais é só comentar bis. Agora os anónimos já podem dar o ar da sua graça na caixa de comentários por isso não se acanhem. Nem sempre respondo, mas leio tudo.

 

Beijo bem molhado na bunda dos meninos e das meninas 

03
Jul19

Anónimos do meu coração...

... A pedido de várias famílias já podem comentar sem ter que criar conta ou pseudónimo. Todas as fronteiras estão abertas. O céu é o limite na minha caixa de comentários. Ou seja, vale tudo, só não vale arrancar olhos (e ofender a blogger, ou fecho o barraco de vez). 

 

Have fun! 

 

Bisou na bunda! 💋

 

P. S. Estava a brincar, não há nada que me leve a fechar este barraco que tanto me diverte ☺️

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O melhor comentário ganha um biscoito!

subscrever feeds

Diário em fotos

Desarrumações antigas

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D