Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dESarrumada

A espalhar o #cagandoeandando por essa internet fora desde 2015.

Diário de uma dESarrumada

A espalhar o #cagandoeandando por essa internet fora desde 2015.

16
Out17

Acabem com os incêndios, já mete nojo.

Quando toda a tua família ficou incontactável por causa dos incêndios e começas feita doida à procura de quem te consiga dar informações sobre eles... mas todos os teus amigos são emigrantes que também não estão a conseguir falar com a família deles... já ando nisto há horas. Já soube por outras pessoas que toda a região ficou sem electricidade. Está bonito está... espera-me uma noite longa...

15
Out17

Diagnósticos.

Acordei há pouco, ontem cheguei a casa às 4h da manhã de uma noite muito boa, jantar em casa de uma amiga, correu tudo muito bem, gostei muito, e deu para espairecer da semana de bosta que tive... mas queria desabafar sobre um assunto, algo que ainda só contei a 2 ou 3 pessoas. Demorei um pouco até decidir falar disto aqui no blog, não queria meter aqui algo do género, visto que prometi que ia tentar ser mais positiva, mas porra, isto chama-se diário, e um diário é algo de todos os dias, mesmo que a vida esteja uma merda. Mas vá, vou tentar fazer um post engraçado sobre um assunto merdoso, considerem isto o meu desafio de final de ano.

 

Desde há algumas semanas para cá que ando a ser seguida na ginecologista. Até à última quinta-feira tudo ok, só umas respostas mais evasivas da médica... "ah e tal, não posso saber se dá para curar o que tem sem saber o que tem". Pois, bota uma prescrição de ecografia e outras cenas. Dizem que os srs doutores sabem tudo, mas olha, esta é só um ser humano normal, que precisa de investigar mais. Normal, no panic.

 

Ecografia, útero, ok. Ovário direito onde costumo ter mais dor, nada, sr da ecografia mostra ecrã, faz umas piadas e tal, eu rio, ele ri. Muito simpático, explica tudo muito bem. Tinha uns quantos quistos de alguns milímetros mas nada de especial. Ovário esquerdo, uma bola gigante preta aparece no ecrã, sr da ecografia para de falar e aproxima o olhar do ecrã. Começa a medir, a desenhar linhas no ecrã. Eu tento rir, mas não consigo, tento fazer perguntas, mas não consigo. Porra, quem é que puxou o tapete que estava aqui debaixo dos meus pés?

 

Depois de um silêncio que pareceu uma hora...

 

"Ah e tal está aqui um quisto de uns quantos centímetros, mas nada de preocupante, a ginecologista depois analisa o relatório e dir-lhe-á o que vamos fazer a seguir". "Mas é grave dr?", "Não me parece grave, tem contornos regulares, agora tem que vigiar e fazer ecografias de rotina. E muito provavelmente terá alguns problemas de fertilidade facilmente contornáveis." "Ah bom, se só vou ter uns problemazitos de fertilidade então é coisa pouca..." - penso eu, de forma irónica, caso não tivessem percebido.

 

E eis que saímos da zona de exames e passamos para a secretária, ele começa a escrever no computador, eu olho para ele com um olhar vazio. Só consegui perguntar se ia ter uma menopausa precoce (tenho ciclos muito curtos) e o sr começa ali num discurso sobre o que devo fazer se quiser ter filhos, coisa que eu não perguntei, mas que ele deve ter subentendido pela minha questão... só me lembro que a minha cabeça nesse momento desligou, eu só penso: "rai's te partam homem, tenho um quisto que é preciso controlar, há o risco de ter mais, e tu p'raí a falares de bebés? deixa-me respirar um pouco..." Explico, tenho 26 anos, ando sempre com o dilema se deva ser mãe ou não, porque ter filhos eu sei que gostaria, mas ser mãe é algo que me assusta muito... com a minha pergunta só queria saber quanto tempo ainda posso andar indecisa... 

 

E pronto, foi assim que soube que tinha uma cena nos ovários chamada "quisto hemorrágico". Pelas minhas pesquisas na net este tipo de quistos podem ou desaparecer sozinhos ou aumentar de tamanho, por isso precisam de ser controlados com ecografia. Mas o tamanho do meu está na categoria dos benignos com uma boa margem, por isso dígamos que estou descansada. Mas foi lixado, ver ali aquela "bola" preta no ecrã da ecografia... e se fosse maior? E se fosse mais grave? E se o silêncio do médico tivesse sido mais longo? E se da próxima vez o quisto tiver aumentado? E se tiver outros? E se algum deles tiver uma ruptura e tiver de ser internada de urgência?... E se... e se...

 

Afinal não consegui fazer um post engraçado, não cumpri o desafio. Fica para a próxima.

 

À espero do resultado dos outros exames que fiz. Desejem-me sorte. 

 

Alguém conhece isto? Digam-me coisas... ainda estou na fase de pesquisa... não me parece ser muito grave, mas posso estar a negligenciar alguma informação...

13
Out17

Desejo.

A ouvir Joni Mitchell e a beber uma taça de vinho penso em todos os momentos que tenho vivido contigo, na minha imaginação. Sabes que gosto de conforto, meu querido. Eu e tu, no México ou noutro sítio idílico, um paraíso na terra só para nós. Um sítio onde nos pudéssemos perder de amor, águas azuis quase transparentes, tesão garantido, meu caro. Se tu soubesses quantas vezes já te olhei nos olhos e disse desejar-te para sempre.

 

Já me perdi na tua voz, já fui à lua e voltei, tudo sem tu saberes meu amor. Já estivemos juntos em lençóis de seda, brancos. Os teus pés a deslizar nas minhas pernas perfeitamente depiladas, os teus dedos a passarem ao de leve na parte lateral da minha barriga, aquela zona que me faz arrepiar. Ah, e os beijos, aqueles beijos no pescoço e naquele cantinho atrás do lóbulo da orelha. Se tu soubesses quantas vezes já te amei, quantos orgasmos já tive contigo, quantas vezes já me levaste ao céu. Quero-te, intensamente, perdidamente, como só eu sei querer. Sabes, não sei amar pouco, nunca soube. E hoje eu dir-te-ia tudo, se somente pudesse tocar-te, sentir a tua presença, esvaziar a minha alma.

 

Meu amor, eu e tu, numa cama king size, pétalas de rosa cor de veludo, champanhe fresco servido com carinho. Sabes que sou do signo touro e a minha gente ama a luxúria de uma noite bem passada. Não estou a pedir muito, nunca peço muito, só peço que seja bom e intenso. Porque só assim sei amar-te.

 

 

 

11
Out17

S'ank you!

Queria aproveitar para dizer obrigada ao Sapo pelos destaques de Setembro (aqui e aqui) e Outubro (aqui)! Estou muito agradecida pelo tempo de antena concedido - parecendo que não as estatísticas do blog fazem um pico do Everest cada vez que há um destaque. Thank you very much to my father, minha mãe e a Deus por me dar tanta inspiração parva para continuar a ser este ser-vivo iluminado que vos acompanha algumas vezes por semana.

 

Apesar de não me achar merecedora de tamanha honra agradeço do fundo do coração a atenção e todas as passagens aqui pelo pedaço! Estou numa fase um pouco complicada (psicologicamente e no trabalho), mas o vosso apoio tem sido inestimável!

 

Acrescento também que dei conta que tenho andado especialmente desnaturada com vocês... e por isso peço perdão! A ver se brevemente tenho um fim-de-semana por casa para responder a toda a gente!

 

Beijo na bunda! 

 

10
Out17

Uma ida ao ginásio.

Quem já me segue há algum tempo sabe que as minhas idas ao ginásio se resumem muito facilmente: gases, muitos gases! É um peidinho a subir para a bicicleta, é outro peidinho nas máquinas e mais umas quantas farpas durante os abdominais. Posso não sair de lá a ser a rainha-fitness-quinoadependente do pedaço, mas que saio de lá mais leve, lá isso saio!

05
Out17

Ontem vi as notícias...

Ontem apeteceu-me e passados 3 meses da última vez, meti a RTP internacional no computador a bombar as notícias.

Voltaram a falar da Madonna. Mas what the... qual é a cena com esta mulher que sempre que vejo televisão portuguesa alguém fala nela? Seremos um país assim tão pequenino que basta um famoso qualquer decidir viver no nosso belo rectângulo e ficamos logo todos excitados? Já foram ao Algarve contar o número de ingleses e franceses (alguns bastante conhecidos) que compraram casa lá? Porquê esta obsessão com a Madonna!?!

04
Out17

A dESarrumada experimenta o minimalismo #2

Só para completar esta minha saga do minimalismo... até Junho de 2018 pretendo ter feito uma purga, daquelas monumentais, à minha vida online e tudo que sejam documentos digitais.

 

Ou seja, vou fazer uma escolha e apagar muitas coisas nos tópicos seguintes:


- Facebook, gostos, amigos e fotos antigas;

- Instagram, follows e algumas fotos mais antigas, na conta pessoal. A conta do blog consegui mantê-la sem tralha desnecessária;

- Contas de e-mail, tenho 3 e-mails, 2 pessoais e 1 profissional (mais um 4º do Sapo que uso para o blog, mas esse vai ser abordado noutro ponto). Em todos tenho entre 500 a 3000 e-mails por ler, o que faz mais de 10 mil e-mails que nunca vou abrir. Está na hora de cancelar algumas newsletters, inscrições em sites e outras coisas com as quais já não me identifico;

- Twitter, quase nunca lá vou, por isso a ver se apago aquilo;

- Linkedin, adoro ir lá e quero mantê-lo activo, mas estou a seguir pessoas que só fazem flood, e com as quais não me identifico, também vão fora;

- Disco externo, mais de 500gb de coisas da faculdade, filmes, e-books, fotos, etc. Admito que tenho medo de "tocar" neste disco e tenho andado a adiar ao máximo... acho que para este ponto preciso de tempo até Junho de 2019 

- E-mail do blog, fazer uma limpeza nos e-mails não lidos, e ver se descubro uma forma de diminuir as publicidades todas que recebo. Se souberem de alguma forma milagrosa digam, já estou farta de ver publicidades a sistemas de alarmes que não me interessam e carros que não pretendo comprar. Também quero ver se dou uma volta nas minhas subscrições do blog, algumas estão lá desde 2015, tenho que aceitar que quem não escreveu durante 2 anos, das duas uma, ou não volta, ou vai voltar com um estilo diferente. Se for para ser, hei-de voltar a ir parar sem querer aos blogs em questão.

 

Voilà, para já é "só" isto!

 

 

E vocês como organizam a vossa vida digital? São super certinhos ou é um deixa-andar igual ao meu?

03
Out17

Sobre ele.

Mesmo quando estou em pânico, uma conversa com ele, por muito simples que seja, chega para me acalmar e trazer à vida real, saindo do cenário catastrófico que teimo em construir na minha cabeça vezes e vezes sem conta.

 

Ele é tão calmo, tão racional, é o tipo de pessoa que mesmo em situações de stress consegue ficar zen e olhar para o futuro com otimismo.

 

Este rapaz é um anjo que caiu do céu directamente na minha vida. Não podia pedir melhor namorado. Um lado de mim acha que não o mereço, o outro lado de mim tem a certeza que se não for ele "o tal" não haverá mais nenhum.

 

"E se não for contigo, 

Então eu desisto."

 

10 meses de ti... 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O melhor comentário ganha um biscoito!

subscrever feeds

Diário em fotos

Desarrumações antigas

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D