Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dESarrumada

Diário de uma dESarrumada

12
Mar17

A imensidão dos dias.

Ando para aqui, como costumo dizer.


Estou para aqui, sentada à secretária a ler artigos em inglês e a tentar traduzi-los para francês.


Pela janela ouço o barulho de uma bola a ser batida no chão por uma criança, o sol está encoberto, as nuvens meias acinzentadas. Já esteve mais frio. Acho que a Primavera começa a querer chegar, mas só um bocadinho, que isto é França e o Inverno tem de durar mais um pouquinho.


Os bilhetes para Agosto estão comprados. Mas falta quanto tempo mesmo?


Vou voltar ao trabalho que isto não se vai fazer sozinho. Estas traduções matam-me.


E a mudança de casa está aí à porta, o culminar de um processo que já dura desde Setembro do ano passado. Tudo na minha vida tem sido lento, tudo é um processo que demora tempo, manda papel, manda email, recebe papel, assina, envia papel. Recebe resposta. E assim, vezes e vezes sem conta. Para tudo.


E os dias vão seguindo, a vida vai mudando. Pouco a pouco começo a ver para onde estou a ir.


Falta-me a coragem para avançar. Mais uma vez vou ter que esperar que ela chegue, que o momento de dar o salto se apresente à frente dos meus olhos. Coragem, coragem, onde se compra disso?


 


 

11
Mar17

Por favor maltinha!

Malta que está em Portugal, podem, se faz favor, parar de meter fotos na internet a mostrar o quanto estão felizes na praia, em bikini ou calções, em pleno início de mês de Março???


 


Os meus cotovelos, actualmente cobertos com 3 camadas de roupa, e os meus pés que ainda precisam de botija de água quente para conseguirem dormir, agradecem.

10
Mar17

Ainda sobre a minha ida a Paris...

Sempre que vou a Paris tenho imeeeensas histórias engraçadas para contar! Ora aqui vai outra...


Estava eu no TGV que vem de lá - que note-se são cerca de 45 minutos de viagem - sentei-me ao lado de um senhor que mal me viu a chegar se virou logo para a janela. "Mau, temos aqui anti-social" - pensei eu.


Mais tarde percebi porque é que ele evitou o tempo todo fazer contacto visual comigo: ele veio o tempo todo a peidar-se!!! Juro que quase que vomitava ao segundo peido, cheirava mesmo a podre! Se o comboio não estivesse tão cheio tinha mudado de lugar, mas era um final de dia e a malta que trabalha em Paris estava a regressar a casa. Escusado será dizer que foi uma viagem para esquecer. Era uma farpa a cada dois minutos, no total foram mais de 20 emissões tóxicas desde o início até ao fim da viagem. Quase que perdia os receptores sensitivos do nariz, e não estou a exagerar,


 


Notas aos meus leitores: uma coisa é peidarem-se no ginásio (como eu faço ) em que as pessoas estão a mais de 2 metros de distância, outra coisa é fazerem-no no comboio, tendo alguém ao lado! Essa pessoa pagou um bilhete para ir descansada a ler um livro, não pagou um bilhete para sofrer uma intoxicação de gás sulfuroso. Tenham dó!


 

07
Mar17

Ao telefone com a mãe #6

Só para vos contextualizar antes de começar a contar a conversa: a minha mãe anda numa de gozar com as coisas que a malta "jovem" mete na internet e descobriu recentemente o conceito de #hashtag


 


Eu: [a dizer algo completamente random]


Mãe: [a responder algo completamente random]


 


* eis que ouço o meu pai em barulho de fundo a dar um arroto gigante *


 


Eu: Mãe, pare tudo!!! Isso foi o pai a arrotar? Que nojo!


Mãe: Sim foi! Tem sido isto todos os dias... é um #porcoforever.


 


Desarrumada,
a ouvir coisas destas desde 1991


 

05
Mar17

5 coisas que me acontecem desde que tenho de estudar e trabalhar ao mesmo tempo.

1. Se antes já tinha uma quantidade de louça infinita para lavar. Agora nem olho para o lava-louças de tão nojento que está. Estou em negação, claramente. Acho que a melhor solução será pegar na louça toda (bolor incluído) e deitar no lixo.


 


2. Chegar a casa super cansada do trabalho e ainda tentar (só naquela de ser uma crente) ler uma aula todos os dias na cama antes de adormecer. Depois é acordar às 3 da manhã, com o computador em cima de mim, e ver que só li 3 slides antes de entrar em coma de baba e ranho.


 


3. De repente apeteceu-me organizar aquela estante de livros que andava a meter nojo de tão desarrumada que está há mais de 8 meses. E arrumar a pilha de roupa que estava a fossilizar na cadeira. E limpar as duas dispensas do apartamento. Tudo em nome de uma boa procrastinação para evitar umas horinhas de estudo. E lavar a louça que é bom nada.


 


4. Ainda em relação ao ponto 3... nunca tive tanta vontade de passar 5 horas por dia a ler receitas saudáveis. E de fazê-las. É pena que não tenha louça disponível para meter isto em prática. Por isso, em vez de lavar a louça que é bom... vou para o Youtube, desta vez, ver vídeos de rotinas de fitness.


 


5. Nunca ansiei tanto o momento do dia em que telefono à minha mãe. Na maior parte dos dias tenho ligado às 18h quando chego a casa, às 20h antes de jantar e às 22h30 quando eles já jantaram. A minha mãe diz que se nota ao longe que tenho coisas para estudar e que ando à procura de desculpas para não o fazer... Porque antes era ela que tinha que me ligar todos os dias até eu atender... escusado será dizer que nestas coisas elas são muito perspicazes as mães.


 


É por estas e por outras que gosto de me auto-proclamar "A RAINHA DA PROCRASTINAÇÃO". E desafio alguém a provar que procrastina mais do que aquilo que eu procrastino!!!


 


Beijos na bunda! 

04
Mar17

Desarrumações minhas.

Ele chegou ontem. A cidade onde está fica a 2 horas de TGV daqui. Não consigo vê-lo tão facilmente como queria, mas já vai dar para vê-lo mais facilmente do que quando ele estava naquele rectângulo localizado no canto inferior esquerdo da península ibérica. Conseguiu ligar-me à noite, ouvi a voz dele, ele está bem. Fiquei feliz.


 


Quero vê-lo, estar com ele. Preocupo-me constantemente se ele está feliz ou não, se está confortável ou não. Acho que devo estar apaixonada. 


 


Hoje foi um dia produtivo. Fui a um mercado de produtores de comida biológica e terapias alternativas. Continuo na minha resolução de comer saudável, e tenho conseguido. Excepto aquele vício mau. Talvez comece a consultar alguém para perder o vício do chocolate. Ainda não sei. Às vezes não sei se vale a pena gastar este dinheiro - todos os profissionais pedem no mínimo 45€ por sessão - afinal, se o chocolate for o meu único vício incontrolável, não posso estar assim tão mal? E apesar de tudo, continuo a perder peso. Mas o peso da consciência esse não se vai embora, poderia ter uma alimentação 100% perfeita, se não fosse aquilo. Que vergonha.


 


A formação em Paris corre bem. Mas ando stressada. Tenho mais de 49 aulas para estudar até Junho. E um trabalho final para fazer até Maio. Ou seja, se me conheço bem, vou estudar as aulas todas em duas semanas, feita louca. Espero conseguir ter mais de 10 no exame escrito. Vai ser a minha estreia num exame escrito noutra língua. Uma língua que não dominava de todo há 2 anos e 3 meses atrás. Fuck me, right??


 


E cá continuo, num trabalho que gosto, mas onde tenho que ver todos os dias alguns colegas e chefe que não suporto. Aguenta menina, só mais dois anos e bazas. Ou antes, se tiveres coragem.


 


Relativamente a sexo... ando na seca. Acho que vou apanhar o tal TGV...


 


Até logo.

03
Mar17

Pensei nesta vida dos blogs e senti-me pobre.

Há pessoas que ganham a vida com o blog. Eu acho que nunca vou ganhar a vida só com as bacoradas que venho para aqui escrever... apesar de ser uma ideia que não rejeitasse de todo.


 


No entanto, apercebi-me que se isto funcionasse como o Youtube, ganhar algum dinheiro por cada visualização, talvez tivesse hipótese de ficar rica. Por exemplo, imaginemos que ganhava 1€ por cada visualização (não é muito, mas vamos começar por baixo!). Neste momento, já teria mais de 33 mil euros no banco.


 


Vocês fazem ideia de como eu poderia ser muito feliz com 33 mil euros na minha conta???


 


Mas não... uma pessoa escreve no blog pelo puro prazer de fazer os outros rir! Estou a sentir-me tão altruísta e boa pessoa. Continuo pobre mas o meu coração está quentinho e cheio de amor por vocês todos!


 


Obrigada a todos que passam por aqui regularmente!




Beijos na bunda! 


 

Pág. 3/3

Bem-vindos ao meu diário, um lugar seguro onde podemos falar sobre tudo. Já comentaram hoje? Bisou, da vossa dESarrumada.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds

Diário em fotos

Desarrumações antigas

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D