Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dESarrumada

Diário de uma dESarrumada

26
Ago15

Misturas de línguas.

Não sei se isto aconteceu com mais alguém, mas antes de vir para França falava inglês muito bem. Digo falava, porque ao aprender o francês, comecei a esquecer muita coisa do inglês, inclusive, comecei a misturar palavras e a dizer outras com sotaque francês.

Vocês sabem a fama que os franceses têm a falar outras línguas não sabem? Então imaginem eu a falar inglês com um sotaque português e francês ao mesmo tempo. Só visto! Uma misturada do carago, e se ainda fosse uma mistura de línguas (literalmente!) isso eu não dizia que não. Daqui a uns tempos a prioridade é voltar a fazer um curso de inglês. Não vou deixar a minha mente enganar-me desta forma! Ai não!



25
Ago15

Quiz sobre fetiches, ajudem-me lá um bocadinho.

Meus caros de rabos sarados nesta estação veranil. Quero e vou escrever um post sobre fetiches, no qual vou incluir umas histórias das minhas férias. No entanto, preciso da vossa ajuda. Quais os fetiches que conhecem? Quais são os fetiches dos vossos "amigos", "primos", "vizinhos"? Por amor da santa agrélia, falem-me de tudo menos dos vossos fetiches.

25
Ago15

Assuntos que estão na moda #5: o menino (e a porra) do quadro

Alguns pontos que jogam a teu favor menino que enfiou o punho no quadro:

a) O quadro estava no sítio errado definitivamente;
b) A pintura nem estava assim tão gira, fizeste bem em enfiar-lhe um murro e um copo de sumo em cima;
c) Um quadro com flores, avaliado em 1,4 milhões de euros?? What the fuck?
d) A miúda gira que estava a passar devia ser bem mais interessante que o quadro... visto que estás a entrar na merda da puberdade, tens desculpa rapaz. 

Não te martirizes para o resto da vida. Nós, desastrados que nem um elefante numa loja de louça, compreendemos a tua dor. Já me aconteceu cair por motivos estúpidos (tenho que vos contar alguns, by the way), mas nunca tive o azar de enfiar (literalmente), o punho a dentro por uma obra com 350 anos. Talvez a tua dor seja pior, aliás, acho que estás bem lixado. E os teus pais que comecem a pensar em vender o carro, a casa, o cão, e talvez a tua irmã.

Deixo-vos aqui o vídeo:



 


 

23
Ago15

Tentei fazer pão.

Depois das férias dá sempre aquela vontade arrebatadora de ter uma vida mais saudável (quê? mas já não tinhas dESarrumada? perguntam vocês...) Não, não tinha. Nestas férias comi camarão e leitão que nem uma porca. É o que dá apanhar as festas da terrinha e um avô generoso que te dá 100€ de prenda.

Ora bem, resumindo, ao jantar pareço uma coelha, saladas e pratos ligeiros, e decidi começar a fazer (o meu próprio) pão, para o pequeno-almoço. A coisa até estava a correr mais ou menos bem, até ao momento em que após meter todos os ingredientes, na receita dizia "1 chávena de café de água"; e eu, sem ter uma chávena de café à mão, decidi (do alto da minha inteligência máxima), meter 1/3 de uma chávena de chá normal. Asneira. Muita asneira. A papa final parecia nestum para bebés, e não querendo dar parte fraca, meti tudo numa travessa pequena oval e meti no forno, rezando à nossa senhora da pardaleta para que aquilo subisse e até corresse bem. Não correu. A minha mãe ligou-me, fiquei 50 minutos a falar com ela, e quando voltei (milagre!), o pão não estava queimado, mas ganhei uma travessa de ir ao forno com uma massa incrustada no fundo de presente.

Aventuras na cozinha. O lado positivo, até cheirava bem.

23
Ago15

Sou tão desarrumada que... #1

1. Tiro os lençóis da cama para os lavar e ando tanto tempo sem os trocar que acabo por meter os que tirei no início. Já lavados e secos. Sim,durante esse período durmo por cima do colchão enrolada numa manta. Tudo por causa da preguiça para ir buscar lençóis novos à despensa e fazer logo a cama de lavado.

2. O chão do meu quarto parece uma pista de obstáculos durante várias semanas. Até me cansar e arrumar tudo de uma vez só.

21
Ago15

Artigos parvos #2: como ficar bem nas fotos

Para quem gosta de ficar bem nas fotos (diga-se selfies), o segredo é simples, chama-se squinching: apertem as pálpebras de baixo e relaxem as de cima! 

Ora vejam lá o que este senhor diz:




A expressão foi inventada em 2013 pelo fotógrafo Peter Hurley, que resolveu revisitar a técnica que pressupõe “elevar e apertar as pálpebras inferiores e deixar as superiores descaírem apenas um bocado”. Para o fotógrafo, esta é a forma mais fácil e mais eficiente de transmitir confiança — acreditando que esta vem dos olhos –, definir a cara e, claro, ficar bem numa fotografia.


459799352_770x433_acf_cropped.jpg


 



Sim, sim, não estou a inventar. Li aqui

21
Ago15

O regresso das férias...

... E ao blog.

Meus caros, sei que não trato este cantinho com o devido carinho que devia. Sinceramente, começo a achar que toda esta negligência já faz parte do meu charme. Pois bem, como sabem estive de férias recentemente. E após passear por vários cantinhos de Portugal, tenho várias coisas a dizer-vos, ora aí vai:

- Portugal, continua lindo;
- A nossa língua, quanto mais conheço outras, mais lhe descubro o encanto;
- Comer fora em Portugal é suuuuper barato quando comparado com outros países, comi tanto, tanto, tanto...
- Os preservativos são suuuuper baratos... comi tanto, tanto, tanto...
- Fala-se em crise, mas as praias, os cafés, as esplanadas, os festivais, tudo que é festa e boa vida, tem gente em modo sardinha enlatada... e digo isto, não a queixar-me, mas com uma dor de cotovelo enorme de não ter tido dinheiro suficiente quando morava lá para fazer o mesmo (raios me partam, que podia ter aproveitado a adolescência muito melhor);
- As pessoas são simpáticas e acolhedoras em cafés e lojas de turismo, mas nas lojas de roupa e supermercados pareciam mais carrancudas, terei tido azar nos sítios onde entrei?
- Temos ilhas lindas! E algumas viagens ficam mesmo no coração;
- Há poucas crianças em Portugal, e a maior parte das que vi estavam a falar ou francês, ou inglês, com os pais (será que são todas filhos de emigrantes?). É bom saber que o nosso sangue anda espalhado pelo mundo todo, mas tipo, já largavam as novelas e faziam mais daquilo que é bom não?



Concluindo: não damos o devido valor ao que temos, nunca nada é suficientemente bom em Portugal. Mas é um país... nem tenho palavras para descrever o que senti quando apanhei aquele avião de volta para França... saudades, é uma palavra portuguesa por algum motivo.

07
Ago15

Ai as férias.. grandes!

Minha gente, tenho a anunciar que vou de férias. O blog está de férias também (acho que toda a gente percebeu). Aviso também que sou capaz de ter encontros tórridos com o rapaz que cresceu em campos de plutónio, do qual já vos falei neste post. Os gajos portugueses são do caralho. Literalmente. Por muitos franceses que possa vir a conhecer, acho sempre que os Tugas têm "qualquer coisa" de especial, diferente dos outros todos. O que será? 

Aguardem as novidades fresquinhas! Eu cá estou ansiosa pelas férias para secar ao sol... tem andado para aqui uma humidade...

Beijos na bunda! E divirtam-se neste mês de calor e quem sabe, muita loucura! 

Bem-vindos ao meu diário, um lugar seguro onde podemos falar sobre tudo. Já comentaram hoje? Bisou, da vossa dESarrumada.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds

Diário em fotos

Desarrumações antigas

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D