Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dESarrumada

Diário de uma dESarrumada

12
Jan21

Amor de confinamento.

Ainda não te esqueci sabes, basta ver as nossas fotos e as lágrimas escorrem-me pela cara. Sinto um misto de pensamentos relativamente ao nosso fim. Se por um lado foste uma lufada de ar fresco na minha vida durante um dos piores anos, por outro a tua ida ainda me está aqui atravessada... sei que tínhamos vários pontos com os quais não concordávamos, mas aquele teu abraço pela manhã era vida, quando eu me levantava para ir à casa de banho, e ao voltar ao quarto tu me estendias os braços para eu me aninhar no teu peito.... tantas vezes dormi embalada pela tua respiração, nesse abraço gigante que tu tens. 

Amor em confinamento, é lixado, porque passámos horas e horas juntos, 1 mês em confinamento valem por seis meses da vida de antes... sinto que te conheci mais do que 9 meses. Foi tanto, em tão pouco tempo. E sinto-me mal porque acabou e não voltámos a falar, não te desejei bom natal nem feliz ano novo... e isso custou... mas também não voltaste a falar comigo... e isso ainda custou mais.  És orgulhoso. Mas eu também sou. E que merda é eu ser assim. Que merda é tu seres assim.

Foda-se podia ter resultado, tinha dado tanto para não estar a viver isto que estou a viver neste segundo. Sozinha, numa cidade imensa, início de terceiro confinamento... vivi dois contigo, e às vezes custava ter-te ali 24h sob 24. Mas não sabia que ainda custava mais não te ter aqui... quando o mundo todo está parado lá fora... onde andas tu? Sê feliz, eu vou tentar.

Silêncio. 3 da manhã,  eu e um tablet, deitada na minha cama... vou ouvir um pouco de "The arrival of the birds", essa música que me faz chorar, e me lava a alma com lágrimas...

08
Jan21

2o dia.

Hoje foi o 2o dia do trabalho novo! Estou a começar aos poucos mas a adorar este trabalho. Ainda é cedo para tecer prognósticos no longo termo, mas quero que este sítio corra bem, estou a precisar disso. 2020 foi duro, mas 2021 não se vislumbra muito melhor... pelo menos o seu início deixa muito a desejar, não em termos pessoais porque nesse aspecto está tudo bem, a adorar estar solteira, a adorar mudar de casa e de trabalho.  Sinto-me independente,  empoderada, essa palavra que não existia há uns anos atrás. De Setembro a Novembro passei por alguns dos piores meses da minha vida, admito, cheguei  a pensar em suicídio,  não via solução para os "problemas" que tinha.... hoje apercebo-me que não estava a viver de acordo com os meus valores. Estava num trabalho que detestava, com uma colega de trabalho que não podia ver à frente... e numa relação que não me preenchia completamente. Eu sabia que ele tinha muitas coisas boas e por isso custou ir embora ... apesar de ainda pensar muito nele, estou mais feliz agora, porque sou dona de mim, defini as minhas crenças e ideais e escolhi respeitar-me. Quero fazer o que estimo ser melhor para mim, independentemente do que os outros possam pensar. Go girl. Esta é para ti. Beijo na bunda!

05
Jan21

Lista de blogs sem tabus #1

Recebo várias vezes mails d'outros desarrumados a dizer que os inspirei a criar o seu blog sem tabus.

 

Vou começar a partilhá-los aqui!

 

Infelizmente já me esqueci de alguns, por isso, se estás a ler isto, tens um blog onde escreves sem tabus,  e sentes que te inspirei de alguma forma - - ou podes até nem me conhecer de lado nenhum mas quereres fazer parte da lista de blogues sem tabus - envia mail!

 

Terei todo o gosto em fazer crescer esta lista!

 

O primeiro blog é de um homem que adora estimulação anal e que decidiu contar-nos as suas experiências  go boy!

 

Diario de Analgésico

 

Beijo na bunda 

04
Jan21

Para quem achar que a lei da atração são só tretas.

Depois de ter sido advertida que ia ter que abandonar o apartamento onde estou até Março, comecei uma busca "intensiva" para encontrar outro sítio. Pensei cá para os meus botões que estou farta de só alugar quarto e de morar com alguém,  uma pessoa não tem sala, não pode convidar quem quer, quando quer, não posso tomar banho às 23h da noite como adoro... e se quiser voltar para o Tinder como faço? Como faço caso queira comer um gajo diferente todas as noites, ou, quem sabe,  dois na mesma noite? 

Para já não estou nesse mood, mas pode acontecer right? 

Quando estava em Portugal apareceu um anúncio para um estúdio,  que fica literalmente na mesma rua do gabinete onde vou trabalhar... não é o estúdio mais lindo do mundo, é até um pouco velhote,  mas cumpre vários requisitos essenciais tipo não ser no sótão (calor, muito calor) nem ser no res do chão (risco de roubos), tem espaço para máquina de lavar roupa...

Pois bem, dei uma de louca e liguei para o número do anúncio ainda em Portugal, o senhor simpatizou comigo, esperou que eu chegasse para visitar, hoje fui ver o estúdio (havia outras pessoas a ver) e fui eu que fiquei com ele! 

Opahhhhh... eu ainda nem acredito! Em Paris conseguir um alojamento só com uma chamada é tipo um milagre dos céus, trazido por uma virgem, numa carruagem dourada, puxada por um unicórnio cor de rosa chamado Artur.

A coisa mais improvável de sempre aconteceu-me.

E só tive que dizer ao universo que adorava ir a pé para o trabalho sem ter que levar com aquela "alegria matinal" tão característica do metro parisiense ... 

 

2021 tem tudo para ser um bom ano para a vossa dESarrumada!

 

Beijo na bunda 

 

04
Jan21

Costeletas...

Às vezes assistimos involuntariamente a momentos cringe, é uma pena, ninguém quer mesmo passar por isso, mas raramente podemos evitar. 

Estava hoje de manhã a passear na Praça do Comércio e estava um gajo a fotografar uma rapariga, toda jeitosa, mas vestida apenas com um crop-top! Aqueles tops que deixam a barriga toda à mostra. Fiquei admirada, porque com o briol que estava, a rapariga ainda não estava ali tesa que nem um bacalhau, a morrer de hipotermia. Eis que ouvi A CENA mais descabida de sempre. O gajo estava a gritar-lhe "dá-me mais costela! isso dá-me mais costela! vai, vai, boa, boa, iiiiisso"

Olho para trás, para ver que raio era "dar mais costela", e não é que a rapariga estava agarrada à cabeça, em posição de extensão das costas, a apontar as costelas inferiores para fora! Tanto que nem sei como é que uma costela flutuante não saiu dali disparada contra a cara de algum transeunte!

O gajo para além de ser fotógrafo deve ser talhante nas horas vagas e gosta de observar atentamente a xixa alheia...

 

Beijo na bunda! 

Bem-vindos ao meu diário, um lugar seguro onde podemos falar sobre tudo. Já comentaram hoje? Bisou, da vossa dESarrumada.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds

Diário em fotos

Desarrumações antigas

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D