Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma desarrumada

Apostadinha em transformar isto num blog sério, mas não prometo nada.

Diário de uma desarrumada

Apostadinha em transformar isto num blog sério, mas não prometo nada.

21
Set17

Diário de bordo 21.09.2017

Querido diário,

 

hoje perdi o jogo. O jogo era não comer uma tablete de chocolate inteira e quando isso voltasse a acontecer perdia. Hoje perdi, portanto. Mas era chocolate preto a 70%, por isso não conta assim muito, certo? Recomeço hoje o jogo.

 

Obrigada a todos que mandaram comentários simpáticos nesta fase menos boa. Lidar com estas partidas da mente sozinha nem sempre é fácil. 

 

Há algumas coisas que têm acontecido no trabalho que me têm levado a este estado. Ambiente entre colegas, um chefe incompetente na organização da sua equipa, o facto de não conseguir desligar dos problemas dos utentes quando chego a casa. É complicado. Já sabem que acredito na carga energética de cada um, sei que às vezes me sinto desconfortável ao lado de alguém numa sala de espera, no metro, na rua, porque essa pessoa emana energias negativas. E sei que quando estou no trabalho passo o dia a servir de esponja para as energias que me rodeiam. Lidar com pessoas doentes, muitas a passar a pior fase das suas vidas, nem sempre é fácil. Uma pessoa tira a farda no final do trabalho, mete no cesto para lavar, e sai. Mas tudo que ouviu e viu vem connosco, infelizmente não fica tudo lá no cesto para ser lavado. Era bom não era, se fossemos todos uns robots frios e sem sentimentos? Era capaz de me facilitar a vida. Mas teria saudades deste lado humano de trabalhar com gente de carne e osso, acho.

 

Hoje já estou melhorzinha. Não consigo desligar a mente, isso são assuntos de outras romarias. Mas não tenho tanta vontade de chorar. Deve ter sido do chocolate. Nada de culpabilizar. Amanhã vais ao ginásio e não vais usar esta derrota como uma desculpa para perder a guerra. Momentos de fraqueza e recaídas no binge eating vou ter sempre, tenho é que aprender a erguer-me de novo e não usar isso como desculpa para estragar o mês. Objectivo: que os binges apareçam o mais espaçados possível. E desta vez foram duas semanas bem controladas. Estou a melhorar.

 

Toca a queixar menos e fazer mais por mim.

Da sempre tua dESarrumada.

19
Set17

A precisar de uma boa dose de calma...

Não é por pura coincidência que me auto-intitulei de "A desarrumada". Eu sou mesmo desarrumada! É a casa, a cabeça e a vida no geral. Mas sobre as arrumações físicas que devo fazer falo mais tarde, hoje venho aqui para deprimir sobre a minha vida desarrumada neste meu cantinho de confidências.

Hoje estou num daqueles dias em que nada vai bem, é o trabalho, é com ele, é com a dieta (dei assim uma facadinha valente hoje depois de duas semanas a portar-me bem)... tenho alguns tags para meter em dia aqui no blog e umas respostas para dar a uns comentários... mas admito que tenho andado sem cabeça para nada. Nadinha.

Parece que nada vai bem, a ansiedade voltou, sinto que faço tudo mal, que só tenho ideias fracas, que não estou a perder o peso que queria, que nunca vou conseguir realizar os meus sonhos, e muito, muito, mais. Bem, uma verdadeira tempestade que aqui vai nesta cabeça.

Sei que já vos falei anteriormente da minha ansiedade, a qual tenho conseguido controlar bastante, mas hoje fraquejei, hoje não consegui controlar os pensamentos negativos, hoje passei o dia no trabalho com vontade de chorar e a dar respostas tortas. Ainda por cima parece que é sempre nestes dias que vêm falar connosco sobre coisas sérias e importantes. Depois chego a casa e rumino em tudo que disse, em tudo que devia ter dito em vez daquilo que disse, e em tudo que ficou por dizer e que tinha sido em "cheio". Ah pois é, tinha sido certeiro, mas não foi porque calei e respondi outra coisa qualquer. Gostava de desligar o botão ON da minha cabeça e entrar em modo OFF, nem que fossem só uns diazinhos...

Estou a desesperar, gostava de deixar de ser assim. Mudar de vez, mudar de aparência, de personalidade, de país, de amigos, de profissão, de vida, largar tudo e começar do zero. Hoje é um daqueles dias em que tudo me cansa. Mas a vida não pára... e tenho que voltar a acordar amanhã e fingir que aguento isto tudo.

 

17
Set17

Fosses esperta.

Podia estar deitada no meu sofá embrulhada numa mantinha, a ver um filme, a beber um chocolate quente, a ouvir a chuva cair e a desfrutar deste Domingo cinzento fantástico que a região Centro de França me proporciona hoje. 

 

Mas não comprei o raio do sofá. E como a lactose me dá caganeira também não comprei o leite. 

16
Set17

Insónia.

Estou a ter outra insónia daquelas, chove lá fora e estou com os pés gelados... estou aqui a reflectir muito na vida.

Parece muito mal se amanhã ligar para o meu patrão a dizer que vou estar doente durante um mês e apanhar o primeiro avião para o primeiro país quente que me aparecer na lista do aeroporto?

15
Set17

Decisões de vida muito parvas.

Estão a ver quando uma pessoa vai às compras porque quer mesmo aquele robot de cozinha que faz mil e uma coisas? Ele bate claras, ele corta legumes em tipos de cortes diferentes, ele faz batidos, ele traz p'raí mais de mil lâminas diferentes e é super caro... e depois uma pessoa chega a casa, os meses passam e só usam aquela lâmina igualzinha à do outro robot que estava mesmo ao lado e em promoção por 30€? Ah pois... aconteceu-me. Agora tenho aqui este mamarracho e só o uso para triturar legumes.

 

Em minha defesa, de vez em quando faço uns smoothies só para desculpabilizar.

 

14
Set17

Memórias que não vivi.

Tive recentemente uma paciente com 92 anos e agradeci mil vezes ao destino ter cruzado esta senhora. É a Dona Joséphine, uma senhora linda, pequenina, cheia de rugas e uns imensos olhos azuis, escondidos por detrás de uns cabelos brancos, que já foram mais abundantes, mas que insistem em sair da trança, que tão bem prende ao nível da nuca, vindo passear na região da testa.

 

Eu acho estes seres humanos uma biblioteca andante, consigo aprender mais com eles do que com certos livros. Aproveitei para lhe perguntar algumas receitas francesas, um pouco sobre agricultura e quis saber como era a vida antigamente, curiosa como sou. Ela disse-me que viveu a II Guerra Mundial e perguntei-lhe como foram esses tempos, ela respondeu sem hesitar, como se guardasse todas as palavras preparadas há anos. A resposta dela vai ficar para sempre na minha cabeça. 

 

Nunca queiras viver num país em guerra. Nós tínhamos medo de encontrar os alemães na rua, muito medo. O café dos meus pais foi invadido por eles, partiram tudo que ficou, levaram o resto. Os meus pais ficaram sem nada. Era a miséria. Quando chegámos a casa dos meus avós eles estavam mortos na cama. Nunca esquecerei o que vi e vivi nessa época. 

 

Joséphine começa a ficar com lágrimas nos olhos e eu já não aguentava ver aqueles grandes olhos azuis ficarem lacrimejantes. Tive um medo estúpido, daqueles que uma pessoa nem controla... Tive medo de ver aquela senhora a chorar em frente a mim e não saber o que lhe dizer, porque não, nunca vivi num país em guerra. 

 

12
Set17

Desarrumações mentais | o desafio

Ora bem , gosto de perguntas desconcertantes, daquelas de fazer um nó no cérebro e deixar uma pessoa abananada. Vai daí, venho por este meio fazer algumas perguntas completamente aleatórias só para vos desarrumar as ideias, ou não fosse eu a dESarrumada aqui do sítio! Quero já dizer que, quem escolher responder ao desafio tem meeeesmo que escolher SÓ UMA das duas opções fornecidas, não vale responder nenhuma ou as duas. Mas podem justificar a vossa escolha, claro! Depois respondo eu mesma a cada uma das perguntas 



1) Se te pagassem 100.000€ para posares na capa de uma revista, a segurar uma garrafa de champanhe numa mão e com alguém ao teu lado a dar-te morangos à boca vestido com o fato-de-banho verde do Borat, preferias que essa pessoa fosse o Manuel Luís Goucha ou o Fernando Mendes?

 

 


2) Ias num cruzeiro, o teu barco naufragava, só havia dois sobreviventes e ambos davam à costa na mesma ilha deserta, com 4 metros x 4 metros. Teriam que obrigatoriamente conviver um com o outro todas as 24 horas do dia e ajudar-se mutuamente para sobreviver. Escolhias naufragar com o Donald Trump ou com o Kim Jong-un?


3) Estás de olhos vendados numa câmara de tortura a ouvir em loop os mesmos 5 CD's. Não sabes quanto tempo vais lá estar, pode ser 1 dia, pode ser um ano. Que banda sonora escolhias: Quim Barreiros ou Ana Malhoa?


4) Escolhe, rápido: uma martelada no meio da mão direita ou bater com o dedo mindinho do pé esquerdo na quina de um móvel?

 

5) Última pergunta desta ronda: se fosses eleito presidente de Portugal, e te fosse concedido um génio da lâmpada que só te pudesse realizar um único desejo relativamente às tuas acções políticas, tu optavas por aumentar o salário mínimo para 1100€/mês ou fazer com que nunca mais houvesse um incêndio em Portugal?



Respondam com consciência... eu cá sei quem queria a dar-me morangos na boca  e vocês??




Nomeio para responder a este post estas 25 pessoas espectaculares, mas que acho que deviam ficar desorientadinhos de todo. As regras são: podem responder com post e nomear outras pessoas para continuar a corrente ou podem responder nas mensagens, vale tudo! Quem quiser juntar-se à festa é muito bem-vindo!

 



Triptofano http://triptofano.blogs.sapo.pt

P.P. http://insensato.pt

Chic’Ana http://chicana.blogs.sapo.pt

Gorduchita http://avidadagorduchita.blogs.sapo.pt

O Coiso http://comoquemnaoqueracoisa.blogs.sapo.pt

C.S. http://hamaremmim.blogs.sapo.pt

David Marinho http://www.domingoatarde.com

Margarida http://artedasimplicidade.blogs.sapo.pt

Happy http://happynessiseverywhere.blogs.sapo.pt

A desconhecida http://1simplesdesconhecido.blogs.sapo.pt

A Hipster Chique http://ahipsterchique.com

Ana http://derepentejanos40.blogs.sapo.pt

Tatiana http://busca-de-sentido.blogs.sapo.pt

Maria http://ohporfavor.blogs.sapo.pt

Maria Araújo http://cantinhodacasa.blogs.sapo.pt

Isabel http://belinhalemanha.blogs.sapo.pt

m-M http://contosdameninamulher.blogs.sapo.pt

Papagaio Giló http://papagaioindiscreto.blogs.sapo.pt

Fatia Mor http://vidaasfatias.blogs.sapo.pt

Just_Smile http://justsmile.blogs.sapo.pt

Maria Mocha http://mariamocha.blogs.sapo.pt

Mula http://www.desabafosdamula.com

Fátima Bento http://porque_eu_posso.blogs.sapo.pt

Sr Solitário http://srsolitario.blogs.sapo.pt




Beijo na bunda! 

 

11
Set17

Ao telefone com a mãe v.2 #1

Decidi ressuscitar esta rubrica onde escrevo sobre as conversas que tenho com a minha mãe ao telefone! Tenho tantas pérolas para meter aqui que não posso dar-me ao luxo de isto cair no esquecimento. Falar com a mãe todos os dias ao telefone só podia dar nisto! Apresento-vos portanto a versão 2 desta rubrica que me dá tanto prazer escrever!

 

Já passava da hora habitual da minha mãe me ligar e decidi ligar eu do meu fixo para o fixo lá de casa. Atende o meu irmão:

 

Irmão: Olá, acabei de chegar do trabalho. Os pais não estão cá, estão num comício do [partido político qualquer], queres ligar mais tarde?

Eu: Diz à mãe para quando chegar me ligar, então. Ah espera, ela está a ligar-me para o telemóvel. Vou atender, espera aí que eu vou meter-te em altifalante.

*atendo telemóvel*

Eu: Olá mãe, tudo bem? Estava a falar com o mano no telefone de casa. 

Mãe: Ah ele já está em casa?? Passa aí o telefone.

 

Eis que acontece a cena mais caricata do meu dia, meti o telefone e o telemóvel os dois frente a frente em altifalante, enquanto a minha mãe dizia ao meu irmão que a carne de porco estava no frigorífico e que ele só tinha que meter tudo no microondas porque eles iam ficar a comer lá no comício.

Ou seja, não falei nada nem com um nem com o outro. Fui só o intermediário!



dESarrumada,
a "segurar a vela" desde 1991

10
Set17

Great minds think alike. Já vos disse que adoro a Bumba??

Como é óóóóóóbvio não me quero comparar com a rainha dos blogs humorísticos em Portugal. Mas achei alta coincidência a Bumba na Fofinha ter postado este vídeo alguns dias depois de eu ter feito este post.

Parti-me a rir do início ao fim! Admito, tenho um fascínio por esta mulher e o meu sonho era conhecê-la pessoalmente. Gostava de fazer rir os meus leitores só, vá, sejamos humildes, 30% daquilo que ela me faz sempre rir a mim.

 

Vénia para ti my Queen!

 

Beijo na bunda!  

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Diário em fotos

Leituras

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D